Paula von Sterling, a mais nova ganhadora do Big Brother Brasil, foi indiciada nesta quinta-feira (18) por intolerância religiosa contra Rodrigo Ferreira França, outro participante do reality. Em uma das suas conversas com outro participante, Paula disse ter medo de Rodrigo por ele "mexer com esses Oxum".

Publicidade
Publicidade

Na segunda-feira (15), a mineira foi intimada a depor na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), até quinta, o delegado coletou o depoimento da sister e de outros brothers e ainda assistiu a vídeos que poderiam incriminar a Bacharel em Direito.

Relembre o caso

A ex-participante do reality, em uma conversa com Diego e Hariany disparou: “Eu tenho muito medo do Rodrigo. Ele fala o tempo todo desse negócio de Oxum deles lá, que ele conhece.

Campeã do BBB 19, Paula, é indiciada por intolerância religiosa. (Arquivo Blasting News)
Campeã do BBB 19, Paula, é indiciada por intolerância religiosa. (Arquivo Blasting News)

Eu tenho medo disso, mas nosso Deus é maior”. Hari ainda tentou avisar a amiga sobre sua fala, dizendo: "Não precisa ficar falando disso não, porque as pessoas dessas religiões lá fora ficam com implicância com você e acham que você é preconceituosa". Paula ainda rebateu: "Mas eu não sou não!".

Rodrigo, então, logo após sair da casa, teve acesso aos vídeos e registrou um BO contra a mineira por intolerância religiosa, ganhando o apoio de outros brothers.

Publicidade

Depoimento

Segunda-feira, depois de dar seu depoimento, Paula foi proibida pela irmã, Mônica von Sperling, que também é sua advogada, a não dar nenhum tipo de declaração. O depoimento de Paula durou cerca de duas horas, o Delegado responsável pelo caso afirmou que a campeã foi ouvida e que já possuíam provas o suficiente para o caso e que o depoimento demorou por conta do vídeo que teve que ser assistido, ela teve uma livre manifestação e depois foi interrogada.

O Ministério Público irá pegar o relatório e o promotor irá decidir. Se ele achar que não foi crime, será arquivado. Caso ele ache que precise de novas deligências, retornará à delegacia. Se ele concordar que há crime, ele denuncia. “Com a denúncia, tem-se um crime em andamento“, disse Stivanello, Delegado do caso da ex-BBB.

Paula diz que irá encarar tudo

Depois de ganhar o programa, um repórter avisou Paula sobre tudo que estava acontecendo fora do reality e a Bacharel em Direito disse: "Eu não tenho noção do que está acontecendo aqui fora.

Publicidade

Não sei bem o que fiz e falei. Só tenho noção de que falo coisas desnecessárias 24 horas por dia. Vou me retratar com todo mundo. Fui eu mesma e não medi as palavras.". Paula disse também: "Mesmo sendo processada, ganhei R$ 1,5 milhão e vou encarar tudo que tiver por vir. O que eu aprendi nessa experiência é que tenho que falar menos".

Caso a Bacharel em Direito seja considerada culpada, poderá pegar uma pena de 1 a 3 anos de reclusão e pagará uma multa.

Publicidade

Leia tudo