O Rio de Janeiro tem sofrido devido ao forte temporal, e a apresentadora Glória Maria resolveu falar sobre o assunto. Diversos bairros da cidade maravilhosa têm sido atingidos pelas fortes chuvas, provocando destruição e também deixando o local em estado de emergência.

Em sua residência, Glória Maria acabou passando por alguns apuros e compartilhou o momento através de seu perfil nas redes sociais. Na publicação, ela diz que a cidade não está sob controle e vários locais estão completamente alagados.

Publicidade

“Moro na Gávea”, afirmou a profissional, dizendo que o local está sofrendo, assim como vários outros bairros da cidade.

“Na minha casa, as telhas quebraram e caíram”, relatou Glória, classificando o acontecimento como "quase o caos". Pouco depois do post, ela editou a publicação e tirou o trecho em que disse que sua residência foi destelhada.

Outras celebridades aproveitaram que a apresentadora falou sobre o assunto para também mostrarem como estava a situação em suas residências. Luciana Gimenez disse que a situação virou um "descaso".

Já a jornalista Leda Nagle afirmou que a cidade se encontrava em "desespero e tristeza" devido ao forte temporal. Já o ator Dado Dolabella amenizou o fato e disse que não adiantava culpar o governo sendo que as pessoas também deveriam fazer a sua parte para evitar situações como essa.

Crivella fala sobre atuação da prefeitura

Marcelo Crivella, prefeito da cidade do Rio de Janeiro, reconheceu nesta terça-feira (9), que a prefeitura acabou sendo falha em não antecipar às chuvas que ocorreram nesta segunda-feira (8), trazendo consequências devastadoras para a cidade.

Publicidade

O prefeito afirmou que as equipes de limpeza acabaram saindo apenas já no meio da tarde com equipamentos para limpar e desobstruir a rede pluvial das ruas. O motivo foi o trânsito que os deixaram presos por várias horas até conseguirem chegar ao seu destino.

Crivella revelou que já havia combinado que durante momentos como esse a prefeitura deixaria a equipe da Comlurb (Companhia de Limpeza Urbana) nos locais onde consideravam que a chuva poderia provocar maiores danos. No entanto, o prefeito salienta que eles falharam nessa atitude, e quando foram tentar resolver o problema o engarrafamento da cidade impossibilitou que a equipe chegasse ao seu destino no horário programado.

O prefeito disse ainda que, na próxima chuva, eles terão que se mobilizar logo pela manhã para evitar que esse tipo de problema volte a ocorrer. Vale lembrar que a defesa civil fez um alerta às 14h, e cerca de quatro pessoas perderam suas vidas devido às fortes chuvas.

Em um dos casos, o alagamento atingiu em cheio o Gávea e os bombeiros foram encaminhados para o local. Na rua Marquês de São Vicente, eles socorreram um homem que estava se afogando e se encontrava preso embaixo de um carro.

Outras duas mulheres acabaram sendo soterradas em um deslizamento de terra no Morro da Babilônia e morreram devido ao ocorrido.

Publicidade