Acelino Popó Freitas deu declarações a respeito de seu filho Juan Freitas, de 19 anos. O garoto se assumiu homossexual quando tinha 16 anos de idade. O ex-boxeador sempre manteve uma relação extremamente boa com o estudante de medicina. No entanto, ele disparou comentários que podem ser considerados polêmicos.

Em entrevista ao Jornal da Cidade da Rádio Metrópole, Popó revelou que chama o filho de “viado” porque é seu filho e quando o chama de forma mais carinhosa o trata como “meu viadinho”. Ele explicou que apoia o filho e o respeita muito. Popó revelou que não tolera algumas coisas, mas que está sempre aprendendo a respeitar.

Publicidade

Popó afirma que respeita seu filho e todas os outros homossexuais

O tetracampeão mundial de boxe contou ainda que apesar de sua família ser tradicional e do fato de que seu pai acreditava que para ser homem era necessário trocar de mulher, ele respeita o filho e outras pessoas homossexuais. Acelino, que é só elogios ao filho, em outro momento exaltou algumas qualidades do garoto. Ele contou que Juan é muito inteligente e que está cursando faculdade de medicina no momento e que nunca deu trabalho para ele.

Ele aproveitou do fato e dos elogios ao filho e disse que não há motivos para discriminar o filho pela sua orientação sexual. O ex-boxeador, que tem muito carinho pelo filho, teme que ele passe por alguma situação em que sofra algum tipo de decepção amorosa e aconselha o filho a respeito de uma possível relação. O filho de Popó, Juan, está cursando medicina, na Bahia, e hoje em dia ele acumula mais de 6 mil seguidores no Instagram.

Como Popó descobriu a homossexualidade do filho

O filho do lutador se assumiu homossexual quando tinha 16 anos de idade.

Publicidade

Naquela ocasião, o pai revelou em entrevista que nunca teve qualquer tipo de desconfiança no que se refere a orientação sexual do seu filho Juan Freitas. Ele contou que em diversas ocasiões os irmãos e primos perguntavam a ele se por acaso ele não conseguia perceber algo diferente no garoto, mas Popó nunca desconfiou de nada. No momento em que o pai viu a necessidade, ele chamou o garoto pra conversar e o questionou a respeito da sua sexualidade. Na ocasião, o jovem disse ao pai que ainda não tinha se identificado, mas que sentia atração por meninos.

Popó revelou que a relação dele e do garoto permaneceu a mesma de antes. O pai que sempre se mostrou carinhoso e orgulhoso do filho e manteve sua posição quanto a isso. Ele revelou que o fato de a relação não ter mudado se deve a questão de ambos basearem sua relação no respeito. Ele acredita que mesmo sendo lutador e vivendo em um mundo onde o machismo é maior, ele não pode ceder a isso e deve tratar seu filho bem em casa para evitar que o mundo seja cruel com eles.