Vitoria Castro usou o seu canal no YouTube para fazer uma denúncia nesta quinta-feira (4). A jovem ficou bastante conhecida devido a seus vídeos interativos e abriu o coração contando sobre um fato que aconteceu com ela há poucos dias.

Tudo teria acontecido durante uma viagem de trabalho e, segundo Vee Castro, como é popularmente conhecida, estava no navio de uma marca de óculos de sol, relógios e acessórios, quando teria sido assediada e abusada sexualmente por um ex-participante do Big Bother Brasil.

Publicidade

O fato teria acontecido no sábado (23). Durante o seu desabafo, Vitoria contou detalhes do ocorrido. De acordo com a youtuber, que preferiu não citar nomes seguindo orientações judiciais, ela diz ter sido abusada em uma das cabines do navio.

No mesmo dia em que foi a delegacia, no entanto, acabou não concretizando o boletim de ocorrência após sentir um mal-estar. Vee Castro destacou ainda que recebeu o apoio da marca de óculos de grande sucesso no Brasil que se responsabilizou em oferecer o aparo psicológico necessário.

Segundo informações passadas pelo advogado da youtuber, ainda não existiam muitas provas sobre o ocorrido e, por esse motivo, a denúncia acabou não sendo concretizada.

A influenciadora digital demonstrou estar visivelmente abalada e revelou que o suspeito é um ex-BBB "e ele não tem um histórico muito legal. Eu andei pesquisando sobre ele” disse.

A youtuber deixou claro que está usando a sua influencia na internet para alertar outras garotas e também conseguir fazer justiça.

Vídeo sobre o fato

O relato feito por Vee Castro aconteceu em seu próprio canal no YouTube.

Publicidade

Contando com cerca de 17 minutos, o vídeo publicado narra detalhes de como o crime teria acontecido.

Nos comentários, a famosa da internet recebeu o apoio de seus seguidores que enviam mensagens de apoio. Alguns também elogiaram a sua coragem em falar sobre um possível crime cometido por um suspeito que já passou por um dos programas mais conhecidos do Brasil.

Em nota, a Chilli Beans declarou que "repudia veementemente qualquer crime, ato ou violência que desrespeite as pessoas ou viole os direitos humanos".

A empresa também afirmou que irá prestar todo o apoio necessário para a jovem, inclusive durante uma eventual investigação.

Vídeo na íntegra: