Na edição do "Jornal Nacional" dessa quarta-feira (10), o apresentador William Bonner revelou que precisou de uma ajuda inusitada para chegar ao trabalho. Por conta da forte chuva que acometeu o Rio de Janeiro, o jornalista pegou carona com um caminhoneiro para chegar no trabalho.

O âncora do telejornal contou que tentou ir a pé para a emissora, fazendo um percurso em que havia menos água pela rua Jardim Botânico. No entanto, no caminho Bonner encontrou um caminhão guincho plataforma na pista --caminhão do tipo reboque.

Publicidade

Naquele momento o motorista do caminhão parou e gentilmente convidou William Bonner para subir na boleia e atravessar as ruas alagadas, disse o jornalista do horário nobre da Rede Globo.

Sua colega de bancada naquela noite, a apresentadora Giuliana Morrone, ouviu atentamente a história e questionou o apresentador sobre os fatos. "Olha só, isso você não me contou", brincou a jornalista.

A apresentadora contou que também passou por apuros devido as fortes chuvas que atingiram a cidade do Rio de Janeiro.

Giuliana revelou que precisou empurrar o carro de uma amiga durante a tempestade.

Os depoimentos ocorreram depois da apresentação da uma reportagem sobre gestos de solidariedade durante os dias de temporal. O apresentador aproveitou a transmissão ao vivo do informativo para agradecer o gesto do caminhoneiro. Bonner reforçou que, apesar de simples, foi uma atitude gentil e oportuna.

Chuva intensa no Rio de Janeiro

O Centro de Operações afirma que não há previsão de chuvas para as próximas horas, contudo, desde a última segunda-feira (8), a chuva intensa no Rio de Janeiro provocou caos e desordem.

Publicidade

A cidade permanece em estágio de crise diante dos temporais mais intensos dos últimos 22 anos, de acordo com o Centro de Operações. As fortes chuvas deixaram um rastro de destruição no município e provocaram a morte de 10 pessoas.

Marcelo Crivella, prefeito da cidade, decretou Estado de Calamidade Pública. O anúncio foi publicado no Diário Oficial do município desta quinta-feira (11).

Entre os transtornos, 7 vias interditadas na capital e na região metropolitana do Rio, como a Avenida Niemeyer, que liga o Leblon a São Conrado.

Além disso, há ainda alguns pontos de deslizamentos e o registro de uma casa atingida na região do Vidigal.

Partes do Museu Casa do Pontal, na região do Recreio dos Bandeirantes, também foi atingido pelas chuvas. Em São Gonçalo, a prefeitura registrou estado de alerta, uma vez que parte da cidade segue desabrigada, embora muitos tenham ido para a casa de parentes.

A previsão do tempo hoje, segundo o Alerta Rio, é de céu nublado à parcialmente nublado, sem previsão de chuva. Ventos fracos à moderados e temperaturas estáveis, com mínima de 20°C e máxima de 32°C.

Publicidade