Morreu na manhã deste sábado (22), o baterista da banda RPM Paulo Pagni. [VIDEO] PA, como também era conhecido, estava internado desde o dia 14 de maio, em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Camilo, em Salto, no interior de São Paulo. Ele tinha 61 anos e fazia parte do grupo desde 1985.

O músico foi internado com infecção pulmonar, apresentando dificuldade respiratória.

Publicidade
Publicidade

Ele recebia ventilação por traqueostomia e foi diagnosticado com fibrose pulmonar. O falecimento se deu às 8h40 e foi provocado por insuficiência respiratória e broncopneumonia. “Nosso querido amigo PA resolveu definitivamente descansar de sua brava luta pela vida”, dizia um trecho do comunicado publicado pela banda em seu site oficial.

Apesar da perda de um de seus integrantes, a banda confirmou que se apresentará neste sábado (22), em um show que está marcado para acontecer na cidade de Garopaba, em Santa Catarina.

Publicidade

“Temos o compromisso doloroso, porém imprescindível, de fazer o show dessa noite”, seguia o comunicado, reforçando que a apresentação era por “vários motivos e pela honra de nosso irmão”.

O grupo disse que tocaria em respeito à uma plateia estimada em 20 mil pessoas e que a apresentação seria uma forma de homenagear PA. A banda informou ainda que conseguiu que o retorno a São Paulo fosse antecipado e assim poderiam estar presentes ao velório, no domingo pela manhã.

O velório do músico será na funerária de Araçariguama, cidade próxima à capital paulista, onde morava. O enterro será no cemitério municipal.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Música

Baterista chegou a ter morte divulgada

No início deste mês, em razão de um desencontro de informação, chegou a ser divulgada a notícia que o baterista havia morrido. Na ocasião, a banda divulgou nas redes sociais uma nota lamentando a morte de seu integrante e pessoas do meio artístico chegaram a enviar condolências.

Alguns meios de comunicação também noticiaram a mote do músico. Horas mais tarde, para alívio dos fãs, a informação foi corrigida e a nota retirada do site do RPM.

Entrada no RPM quase não aconteceu

Nascido em 1º e junho de 1958, PA foi um dos integrantes da formação clássica da banda RPM, que viveu seu auge nos anos 80. No entanto, foi o acaso do destino que o levou ao grupo, uma vez que seu posto era para ser ocupado por Charles Gavin, que seguiu carreira com o Titãs.

De início ele chegou ao grupo como músico convidado, tanto que não aparece na capa do primeiro disco do RPM.

Publicidade

Após o lançamento do disco foi oficializado como novo integrante do grupo e acumulou ida e vindas ao longo de três décadas. Desde 2018 estava novamente junto com a banda, contava com Dioy Pallone substituindo Paulo Ricardo nos vocais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo