A modelo Najila Trindade Mendes de Souza concedeu nesta quarta-feira (5), ao SBT, sua primeira entrevista sobre a acusação contra o jogador Neymar. Najila contou detalhes sobre o ocorrido e reafirmou ter sido vítima de estupro cometido pelo atacante.

Segundo a modelo, as agressões tiveram início após sua recusa em manter relações sexuais sem o uso do preservativo. A jovem está com depoimento marcado para esta quinta-feira (6) na 6ª Delegacia de Polícia da Mulher, na zona sul de São Paulo, onde deverá entregar o vídeo que mostra as supostas agressões que teriam sido cometidas por Neymar.

A modelo relatou como teria sido o encontro do casal em Paris e afirmou que o jogador teria arcado com todas as despesas de passagem e hospedagem.

Modelo afirma que foi agredida e estuprada

Najila afirmou ao SBT que as agressões teriam se iniciado após ela se recusar a ter relações sexuais com o jogador. "Fui vítima de estupro. Agressão juntamente com estupro", afirmou a modelo. Ainda segundo a jovem, ao pedir para Neymar colocar o preservativo, teria sido ignorada por ele, que teria cometido o ato mesmo contra sua vontade, batendo violentamente em suas nádegas.

Najila contou que teria conhecido o jogador através de uma rede social, que ambos teriam conversado normalmente e que teria o intuito de manter relações sexuais com o jogador. A jovem afirmou que ambos combinaram de se encontrar e que Neymar teria arcado com todas as despesas da viagem.

Ao chegar a Paris, Neymar teria lhe dito para que passasse no hotel antes de irem a uma festa, mas que ao chegar ao local, observou que o jogador apresentava comportamento agressivo e diferente do havia conhecido por mensagens. Ao ficarem a sós, o jogador teria começado as agressões. Najila afirmou que teria dito ao atacante que estaria sentindo dor e que ele teria lhe pedido desculpas.

A modelo relatou que teria questionado Neymar quanto ao preservativo e que o jogador afirmou que não teria levado, então, a modelo teria se recusado a continuar com a relação. Neste momento, Najila afirma que Neymar cometeu o ato, mesmo ouvindo os apelos para que parasse.

A jovem revelou que buscava relação consensual

A modelo afirmou que era seu desejo manter uma relação consensual com o jogador, mas que as coisas não saíram como planejadas. Najila revelou que quando relatou ao jogador que não poderiam manter relações sem o preservativo, ele teria ficado em silêncio, parecendo concordar, mas que teria cometido o ato sem seu consentimento e usando de violência. A jovem afirma ter ficado em estado de choque após o ocorrido e que teria levado um tempo para assimilar o que teria se passado. Najila enfatizou que só voltou a falar com o jogador após o suposto estupro porque precisava provar que de fato o crime teria ocorrido.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Futebol
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!