A Polícia Civil está em negociação com os advogados de Paulo Cupertino Mathias, suspeito de ter assassinado o ator Rafael Miguel e seus pais, no último domingo (9), em São Paulo, a possibilidade de que ele se entregue às autoridades. O comerciante, de 48 anos, é apontado pela polícia como responsável pelo triplo homicídio. Segundo as investigações, Paulo não seria a favor do namoro entre sua filha, Isabela Tibcherani, e o ator Rafael Miguel, e por este motivo teria tirado a vida do jovem junto a seus pais. A polícia suspeita, ainda, que Paulo Cupertino tenha mudado a aparência a fim de não ser reconhecido e denunciado, já que a Justiça decretou sua prisão temporária.

Possibilidade de que o suspeito se entregue

Segundo o portal G1, o delegado Bruno Tessari, responsável pelo caso, teve um conversa com um dos advogados do suspeito nesta quinta-feira (13), e a hipótese de que Paulo Cupertino se entregue às autoridades foi levantada. O delegado revelou ainda que o advogado afirmou que entraria em contato com a polícia. Um dos irmãos do suspeito esteve na delegacia responsável pelo caso nesta manhã para realizar a entrega de um dos carros usados pelo suspeito durante a fuga. O automóvel será periciado pela polícia.

A polícia já esteve em vários locais em que Paulo poderia estar e desconfia que o suspeito teria mudado a aparência para dificultar o trabalho das autoridades.

A suspeita é de que o comerciante possa ter mudado o cabelo, deixando-o mais curtos ou até mesmo que tenha raspado-o. Na última semana, a polícia afirma ter investigado mais de 40 denúncias acerca do paradeiro de Paulo Cupertino, inclusive no litoral norte e no interior do estado de São Paulo. Em um dos locais, a polícia teria encontrado um aparelho celular e descoberto que o suspeito trocaria mensagens com familiares.

Suspeito teria deixado bilhete durante fuga

De acordo com o portal R7, Paulo Cupertino teria deixado um bilhete na casa de uma mulher durante a fuga. As informações foram divulgadas na última quarta-feira (12) no programa "Cidade Alerta", apresentado por Luiz Bacci. O programa também revelou que cartões de crédito do suspeito também estariam sendo utilizados.

Durante buscas em uma das lojas do comerciante, a polícia teria encontrado munições de pistolas calibres 357 e 380. A polícia recebeu a informação de que Paulo teria voltado próximo ao local do crime para dormir. Agentes procuraram por câmeras de segurança que pudessem ter registrado a movimentação do suspeito, porém, sem sucesso. No dia dos assassinatos, Paulo teria usado um Volkswagen Up da cor vermelha durante a fuga. De acordo com a polícia, a placa do veículo teria sido clonada.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!