Uma notícia triste pegou os fãs da atriz Giulia Gam de surpresa nesta terça-feira (15). O colunista Alessandro Lo-Bianco, do programa "A Tarde É Sua", apresentado por Sonia Abrão na RedeTV!, informou que a atriz de 52 anos está internada em uma clínica psiquiátrica.

A atriz teria sido levada para essa clínica, que fica em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro, por amigos e familiares. Giulia teria sido levada para o local após uma piora no seu quadro de depressão. Segundo informações de pessoas próximas à atriz, ela estaria passando por uma crise forte da doença.

Os amigos informaram ao responsável pela reportagem que a atriz é levada para a clínica de internação somente quando a situação da depressão chega em um caso extremo, onde não é mais possível continuar o tratamento em casa.

Ainda segundo o programa, Giulia Gam foi levada para a clínica psiquiátrica pois os medicamentos que fazia uso para tratar a depressão não estavam mais fazendo efeito e o profissionais de saúde que acompanham a doença da atriz acharam melhor fazer a internação para que possam acompanhar de perto a situação e aplicar uma medicação mais adequada. A atriz, que já trata de depressão há alguns anos, estaria apresentando um quadro de tristeza profunda e muito desânimo.

No ano de 2017, a atriz participaria da novela "Novo Mundo", da Rede Globo, mas teve que ser substituída e se afastar do trabalho exatamente por problemas com a depressão. Ela já participou de grandes nomes de novelas brasileiras, como "Mandala", "Que Rei Sou eu?", "Vamp", "Fera Ferida", "A Padroeira" e "Mulheres Apaixonadas".

Seu último papel na Rede Globo foi na novela "Boogie Oogie", como a vilã Carlota.

Casamento com Pedro Bial

Giulia Gam foi casada com o jornalista Pedro Bial de 1998 a 2000. Do relacionamento amoroso dos dois nasceu um menino chamado Téo. A separação do casal foi muito comentada na época, porque a guarda da criança foi disputada na Justiça pelos dois artistas.

Segundo ela, foi um período muito difícil, pois viu a sua vida em meio a um furacão. A atriz acabou conseguindo ficar com a guarda do filho.

Em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, em 2015, ela relembrou que na época era novidade a questão da guarda compartilhada e que, até então, quando ocorria uma separação, a criança ficava com a mãe e pronto.

Ela disse que sua vida íntima virou motivo de especulação na época. Ela disse que não teve depressão pós-parto, mas que isso foi tão noticiado na época que quase se tornou uma realidade. Segundo a atriz, foi um período em que havia se separado, contrariando o desejo de ver o casamento dar certo, com uma criança pequena e passando por todas as angústias e ansiedades que envolvem esse momento.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!