Em um vídeo postado nesta quarta-feira (2), Giovanna Ewbank, casada há 10 anos com Bruno Gagliasso e mãe adotiva de Titi e Bless, aparece emocionada ao dar uma palestra sobre Maternidade no Centro Universitário FAG, em Cascavel, no Paraná. A gravação foi feita em setembro, porém, só foi disponibilizada no YouTube nesta quarta-feira.

A apresentadora contou se sentir "machucada" ao receber questionamentos de quando terá um filho gerado em seu ventre.

Sobre isso, a loira pede para que as pessoas não façam perguntas constrangedoras a uma mãe adotiva. "E aí, quando vem a filha de vocês?", exemplificou ela, que fez questão de responder ao próprio questionamento: "ela já veio. É ela".

Giovanna também falou que muitas pessoas perguntam se ela é estéril, e esclarece: "não. Eu não sou estéril". Ewbank ainda completa dizendo que seu marido, Bruno Gagliasso, também não é estéril.

Mesmo citando seu marido, Giovanna diz que não é comum questionarem ele, mas ela sim. Para ela tais questionamentos ocorrem pois é só assim que a sociedade consegue explicar o fato de uma mulher não desejar ter filhos biológicos. "Explodir sua barriga de vida", declarou ela, que completou dizendo que existem mais maneiras de uma mulher se encher de vida.

Gio fala da primeira vez que viu Titi

Ainda durante a palestra, Giovanna Ewbank relatou sobre a primeira vez que se encontrou cara a cara com Titi, hoje adotada pelo casal.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Maternidade

A apresentadora disse se lembrar até hoje do momento em que abraçou a pequena pela primeira vez. Gio diz que naquele instante sentiu ter encontrado a sua filha, assim como sua filha a encontrou. Desde então, a loira diz que tudo que queria era amá-la e protegê-la. "Para o resto da vida", completou.

Gio fala sobre pressão da sociedade

Para dar início à palestra, Giovanna contou sobre a pressão que ainda hoje muitas mulheres sofrem da sociedade por não desejarem gerar filhos biológicos.

Para entrar no assunto, a loira citou diversas perguntas que uma mãe adotiva recebe todo o dia, como, por exemplo, "nossa, ela é tão linda. Ela tem mãe?". Giovanna contou que sempre foi uma mulher que pensava que o relógio biológico nunca ia despertar, isso porque nunca havia pensado em gerar filhos.

Junto ao desejo de não gerar uma vida, Giovanna diz que veio muitos questionamentos, e muita crítica e pressão de sua família e amigos.

Com isso, a apresentadora diz que hoje consegue ver que isso é uma convenção imposta pela sociedade e afirma que não são todas as mulheres que desejam gerar filhos. "Não, não são todas as mulheres que querem", declarou a loira.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo