O colunista Leo Dias definiu recentemente o tema do seu próximo livro: o sequestro de Patrícia Abravanel, que aconteceu no ano de 2001. Sobre o livro, para além do tema, atualmente sabe-se somente a previsão de lançamento, que é no ano de 2021. Na data, o sequestro citado completará 20 anos.

Ao comentar a respeito dos seus planos, Leo Dias afirmou que agora que não trabalha mais no SBT terá tempo para conseguir se empenhar mais no projeto citado, que será realizado em parceria com Rodrigo Pimentel, autor de Tropa de Elite, livro que serviu como base para o filme de mesmo nome, lançado em 2007 e dirigido por José Padilha.

De acordo com Leo Dias, agora que ele não está mais no "Fofocalizando", será possível contar a verdadeira história do que aconteceu durante o sequestro de Patrícia Abravanel. O colunista ainda garantiu que a versão correta dos fatos ainda não é conhecida dos brasileiros e ainda tem uma série de perguntas não respondidas.

Contato não respondido

Ainda sobre o livro, Dias afirmou que tentou conversar com a filha de Silvio Santos sobre a obra, mas não teve retorno até o presente momento. O colunista ainda destacou que chegou a procurá-la em várias ocasiões diferentes ao longo dos últimos meses, mas a apresentadora não se mostrou muito propensa a discutir o assunto.

Apesar disso, Leo Dias afirma que voltará a tentar contato com Patrícia Abravanel em mais algumas ocasiões até que a apuração dos fatos presentes no livro seja finalizada. Entretanto, caso ela não deseje dar um depoimento para a obra, ela sairá de qualquer forma.

Ao ser perguntado sobre o recorte que será utilizado para o livro, Leo Dias afirmou que a obra contará momentos anteriores ao sequestro de Patrícia e terminará com a morte de Fernando Dutra Pinto, o autor do crime.

Sobre o trabalho de pesquisa para o livro, Dias afirmou que já chegou a entrar em contato com os policiais que participaram da operação e todos eles vão fornecer detalhes para a obra.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos Televisão

Leo Dias também afirmou que a morte do sequestrador de Patrícia é algo questionável, mas não será feito qualquer tipo de juízo de valor nesse sentido, visto que o seu livro visa apenas mostrar os fatos ligados ao crime.

Se o livro seguir os passos da primeira obra publicada por Leo Dias, o sucesso será certo. O primeiro livro de autoria do colunista, Furacão Anitta, biografia não autorizada da cantora, foi lançado ainda no início de 2019 e já vendeu mais de 80 mil exemplares, um verdadeiro feito.

Apesar da certeza de que o livro sobre o sequestro será publicado, até o presente momento uma data para tal não foi fixada. Conforme o dito, sabe somente que o livro sairá em 2021.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo