Áudios divulgados na última terça-feira (26) pelo colunista Leo Dias estão dando o que falar. Isso porque no áudio um bombeiro xinga a famosa atriz Cacau Protássio. Tudo teve início depois que Protássio gravou cenas de seu novo filme, “Juntos e Enrolados”, dentro do pátio do Quartel-Central do Corpo de Bombeiros, no Rio de Janeiro. Nas imagens, a atriz aparece usando uma farda, e, acompanhada de quatro bailarinos, realiza uma coreografia.

Em um dos áudios é possível ouvir um profissional dizendo que a cena gravada pela atriz é vergonhosa.

“Mete aquela gorda, preta, numa farda de bombeiro”, disse ele, que ainda completou: “uma bucha de canhão daquela, com um monte de bailarino viado”. Esse mesmo bombeiro ainda questiona: “vão achar que é o que?”.

Mas esse não é o único áudio que está causando polêmica. Em outra mensagem de áudio, um bombeiro também se refere a atriz como “gorda” e diz que “isso é um esculacho”. Ele ainda questiona o comandante do Quartel-Central do Rio: “qual é a desse comandante?”.

Cacau Protássio, depois de gravar a cena de seu filme, fez questão de postar em seu Instagram uma foto ao lado de integrantes da corporação, para agradecê-los.

Em uma parte da legenda, Protássio escreveu: “Muito Obrigada”. Já em outra, disse que essa corporação tem todo o seu respeito. “Eu quero homenagear os Bombeiros maravilhosos da minha família”, terminou ela.

Depois dos áudios vazados, o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro ainda não se pronunciou sobre o ocorrido. Entretanto, Cacau usou sua rede social para desabafar.

Cacau Protássio explica ocorrido

Depois da polêmica, Cacau Protássio usou sua rede social para se pronunciar sobre o ocorrido, segundo ela, em respeito a seus fãs.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos

Em quatro vídeos, postados por ela em seu Instagram, nesta quarta-feira (27), a atriz explica que tudo começou depois que ela gravou, no último domingo, imagens para seu novo filme dentro de um batalhão no centro da cidade.

Protássio ainda denúncia o racismo que sofreu por parte dos profissionais. A atriz conta que um dos profissionais, inclusive, chegou a fazer um vídeo com uma parte solta do que foi gravado por ela: “me chamando de negra, gorda, filha da puta”. A atriz, famosa por interpretar Terezinha, no seriado humorístico “Vai que Cola”, disse ainda não entender de onde surgiu tanto ódio por parte dos profissionais.

“Não mereço ser agredida assim”, disse ela.

“Racismo é crime” ressaltou Protássio em um dos vídeos. A atriz diz que os bombeiros são uma corporação que ela respeita e ama, e ressalta saber que é uma pessoa forte. “Mas ouvir tudo isso de um ser humano é horrível”, ressaltou a famosa. Protássio ainda questiona como uma pessoa que veste uma farda tão linda pode ter essa postura. “Falando tanta coisa horrorosa”, lamentou Cacau Protássio.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo