A carreira de Gugu Liberato, que faleceu nesta sexta-feira (22), em decorrência de um acidente doméstico em Orlando, no Estados Unidos, foi marcada por grandes programas de sucesso, principalmente no SBT, sua primeira emissora e onde passou a maior parte da carreira.

Um desses programas, na verdade o segundo deles no SBT, foi o "Viva a Noite", apresentado aos sábados. Dentre os vários quadros da atração, um dos destaques era o "Sonho Maluco", onde os telespectadores enviavam cartas à produção relatando os mais diversos desejos com personalidades de sucesso na época. E foi na gravação desse quadro que o apresentador passou um de seus momentos mais tensos na carreira, quando flertou com a morte.

Túnel de fogo

Em fevereiro de 1987 uma carta enviada para o quadro "Sonho Maluco" pedia que ele entrasse em um túnel pegando fogo. Ele topou o desafio, mas no momento que atravessava o túnel em chamas, algo deu errado e o apresentador quase foi asfixiado. “Tentei tirar o capacete com muita vontade e acabei queimando os dedos”, lembrou o apresentador na época durante seu programa. “Eu estava desesperado, passei a mão na cabeça achando que não tinha mais cabelo", disse.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros que estava no local prontamente entrou em ação e fazendo uso de pó químico e água conseguiu apagar o fogo e ele foi levado ao pronto socorro. O fogo acabou danificando a entrada do local onde o quadro foi gravado e algumas árvores chegaram a pegar fogo e um carro que estava próximo ao local foi danificado e precisou ser pintado.

Todo o drama foi narrado pelo próprio Gugu em seu programa.

Agnaldo Timóteo também passou apuros

Outro famoso que também se deu mal no quadro "Sonho Maluco" foi o cantor Agnaldo Timóteo. O desafio em questão não envolvia fogo, mas o deixou um pouco machucado. De acordo com o desejo da fã o cantor tinha que estar em um carro, pilotado por um profissional, que teria que subir em uma rampa e passar por um outdoor.

Mas após o salto o carro embicou com as duas rodas no solo e o cantor, que usava capacete, bateu a cabeça no painel do veículo. O saldo foi um sangramento no nariz, alguns dentre quebrados e a quarta vértebra da espinha dorsal fraturada. Ele foi socorrido por médicos que estavam de prontidão.

Sob o comando de Gugu Liberato, o "Viva a Noite" ficou no ar entre 1982 e 1992, sempre apresentado nas noites de sábado.

Depois, Gugu migrou para os domingos com a missão de bater de frente com Fausto Silva com seu "Domingo Legal", atração que ficou até 2009, quando se mudou para a Record. Em 2007 o Viva a Noite chegou a voltar em um novo formato e apresentado por Gilmelândia, mas a repaginada atração durou pouco tempo e logo foi tirada do ar.

Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!