Foi com muita tristeza que a família de Gugu Liberato retornou à Assembleia Legislativa de São Paulo na manhã desta sexta-feira (29) para prestar o último adeus ao apresentador. A esposa, filhos, mãe e irmãos de Gugu chegaram ao local do velório por volta das 9h.

Momentos após retornar ao velório, a esposa de Gugu Liberato foi flagrada ao lado do caixão do marido, fazendo carinho no marido e chorando muito. Essa cena já foi vista pelos telespectadores durante a cerimônia realizada na quinta-feira (28), quando em vários momentos, Rose se aproximava do caixão do marido, conversava com ele, fazia carinhos e até arrumava o tecido que cobria o corpo do artista.

A mulher, juntamente com os demais familiares, fez questão de participar do translado do corpo do artista de Orlando até São Paulo, vindo no mesmo voo comercial.

A mãe do artista, que já está com 90 anos, também acompanhou todo o processo desde Orlando, sempre ao lado do filho. Dona Maria do Céu chegou à Assembleia em uma cadeira de rodas e recebeu o carinho dos familiares e amigos. Nessa manhã, a mulher teve o momento de se despedir do filho. Ela chegou ao lado do caixão do filho e chorou muito conversando com o artista, tendo que ser amparada pelos familiares e amigos.

Despedida de João Augusto

Um momento de muita emoção foi o momento em que na chegada do corpo do apresentador ao local do velório, o filho de Gugu Liberato, João Augusto, de 18 anos, fez questão de ajudar a carregar o caixão do pai.

Essa cena voltou a se repetir no momento em que o caixão de Gugu estava sendo levado para o caminhão do Corpo de Bombeiros para seguir o cortejo para o Cemitério Gethsêmani.

Outro momento muito emocionante foi o momento em que na noite de quinta-feira, o rapaz João Augusto retirou uma pulseira do seu pulso e colocou no braço do pai, dentro do caixão.

Essa pulseira de ouro era usada pelo rapaz há muitos anos e essa foi a forma do rapaz de dar um último presente para o seu pai.

Vale lembrar que João Augusto foi o responsável por assinar os documentos que autorizavam o desligamento dos aparelhos que mantinham Gugu Liberato vivo, após sua morte cerebral.

Ele também teve que assinar todos os documentos de doação de órgãos e do translado para o Brasil. Essa responsabilidade recaiu sobre o primogênito de Gugu Liberato, visto que Gugu não era casado legalmente com a esposa Rose.

O corpo do Gugu Liberato segue nesse momento para o cemitério do Morumbi em um carro aberto do corpo de bombeiros e será seguido de carros levando a família e os amigos. Um grupo de mais de 300 taxistas farão uma última homenagem a Gugu, seguindo o cortejo do seu corpo até o cemitério. Gugu Liberato será enterrado ao meio-dia, no jazigo da família, onde se encontra sepultado o seu pai.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!