A participante Sabrina, de “A Fazenda 11”, havia feito uma denúncia sobre um comentário racista que ouviu de um funcionário momentos antes da prova do fazendeiro da semana, da qual ela participaria. Ela alega que ouviu o funcionário da emissora a chamando de “macaca” pouco antes da prova do fazendeiro se iniciar.

Depois da participante denunciar o que ouviu do funcionário, a Record TV emitiu um comunicado onde confirmava o que foi dito pela peoa.

De acordo com a nota emitida, um operador de câmera que estava no local para a realização da prova fez um comentário racista sobre a participante, e que, posteriormente a isso, quando os fatos foram apurados, ele acabou sendo desligado.

Caso de racismo em 'A Fazenda'

O caso aconteceu pouco antes da prova nesta terça-feira (5). No momento em que ouviu o xingamento, Sabrina comentou com os outros participantes que havia ouvido o comentário racista, vindo de trás de um dos vidros da sede, local onde ficam os cinegrafistas e também outros profissionais responsáveis pelo reality.

A participante alegou que o comentário foi feito para ela, pois ela era a única que estava de pé. Todas as outras pessoas estavam sentadas no momento em que um “senta aí, macaca” foi ouvido vindo de trás dos vidros. Ela comentou com Hariany e Andrea na ocasião.

Record TV lamenta episódio e demite funcionário

No comunicado, a Record TV informava que durante a prova que aconteceu nesta última terça-feira (5) um operador de câmera, durante o programa ao vivo, fez um comentário racista sobre a participante.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Televisão

O operador estava atrás de um dos espelhos da sala, onde fez o comentário.

Logo após o programa ter sido finalizado, a produtora Teleimage, que é responsável por prestar serviços terceirizados para a emissora, e também é a contratante do operador, conseguiu identificar o responsável pelo comentário racista. Após ser identificado, o operador foi repreendido e também teve o seu contrato rompido com a empresa.

Diante do episódio, a Record TV se posicionou contra o episódio e declarou que repudia qualquer atitude preconceituosa. Ainda foi informado que, por se tratar de uma ofensa racial, a participante Sabrina Paiva será informada de que ela terá o direito de fazer a sua representação legal ao homem no momento em que ela desejar. A emissora ainda declarou que lamenta o ocorrido, assim como a Teleimage, e que não aceitam que algo do tipo aconteça em suas produções.

Os participantes também foram avisados da decisão tomada pela emissora através de uma ficha, deixada para eles informando tudo o que aconteceu. Já no programa desta quarta-feira (6), o apresentador Marcos Mion se pronunciou e informou ao público das decisões tomadas pela emissora em relação ao episódio de racismo sofrido por Sabrina.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo