Foi com muita tristeza e pesar que os brasileiros se despediram de Gugu Liberato na manhã desta sexta-feira (29). O apresentador de 60 anos foi enterrado no Cemitério Getshêmani, no Morumbi, São Paulo, por volta das 12h, sob muitos aplausos e emoção.

A família de Gugu Liberato esteve ao lado do corpo do artista o tempo todo, saindo do velório por apenas poucas horas para descansar --eles deixaram o local do velório por volta das 22h de quinta (28), retornando por volta das 9h de sexta (29). A esposa de Gugu, Rose, seus filhos João Augusto, 18, e as gêmeas Sofia e Marina, 15, a mãe Maria do Céu, 90, e os irmãos Aparecida e Amancio Liberato estiveram juntos o tempo todo, demonstrado muita emoção e união nesse momento tão difícil.

A esposa de Gugu, que sempre foi uma pessoa muito discreta, falou pela primeira vez após o enterro do marido. Rose falou rapidamente com a imprensa e disse que só tinha uma coisa a dizer, que se ela era uma pessoa melhor hoje em dia, ela deve isso ao Gugu, aos filhos e a Deus. Rose desabafou dizendo que o marido era a pessoa mais linda desse mundo e a mais generosa. "Ele era a pessoa mais linda desse mundo, mais generosa", afirmou. Ela disse que agora ele estará presente em seu coração e nos corações de seus três filhos.

A viúva do apresentador demonstrou o quanto estava agradecida pelo carinho dos fãs durante o enterro. Mesmo vivendo esse momento tão doloroso, a mulher e seu filho João Augusto fizeram questão de fazer coração com as mãos para o público, agradecendo o apoio.

Os fãs lotaram a Assembleia Legislativa durante todo o período do velório e lotaram também o cemitério onde ocorreu o sepultamento.

Muita emoção no velório

O velório de Gugu Liberato ocorreu na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), entre a manhã de quinta-feira (28) e a manhã desta sexta-feira (29).

Foram 24 horas em que a família, amigos e fãs tiveram a oportunidade de dar o último adeus ao artista. A família de Gugu estava sempre muita emocionada recebendo o apoio dos amigos e familiares. A esposa de Gugu esteve por diversas vezes fazendo carinho e conversando com o companheiro de 18 anos, além de sempre arrumar o tecido que cobria seu corpo.

Em certo momento ela conversou com o corpo do marido e disse: "Por que você foi para lá? O que você tinha que fazer lá? Estava tudo certo para a gente voltar, estava tudo bem".

Outros momentos de pura emoção foram protagonizados por João Augusto, filho do artista. Ele fez questão de ajudar a carregar o caixão com o corpo do pai na chegada e na saída da Alesp. Além disso, na noite de quinta-feira ele retirou uma pulseira de ouro que gosta muito e usa há muitos anos e colocou na mão do pai, dentro do caixão.

João Augusto, que sempre esteve ao lado do pai desde o acidente no dia 20 de novembro, fez questão de seguir para o enterro do pai no carro do Corpo de Bombeiros que levava o caixão do artista, mantendo-se ao lado do pai até a hora do sepultamento.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!