Os fãs do Red Hot Chilli Peppers receberam uma grande notícia neste domingo (15). Em um comunicado postado nas redes sociais, a banda anunciou a volta do guitarrista John Frusciante, que havia deixado o quarteto já dez anos.

John substituirá Josh Klinghoffer, que assumiu a guitarra do Red Hot justamente após sua segunda saída do grupo, em 2009. A informação sobre a saída de Josh foi dada junto com a notícia da volta do antigo guitarrista.

“Josh é um ótimo músico que respeitamos e amamos”, diz um trecho do comunicado. “Nós estamos profundamente agradecidos por nosso tempo com ele”, seguiu.

No período em que fez parte da banda, Klinghoffer participou da gravação de dois discos “I’m With You” (2011) e “The Getaway” (2016).

O guitarrista, no entanto, sofria pressão de parte do público e da crítica justamente por contra da árdua missão de assumir Frusciante, que havia feito trabalhos memoráveis em suas duas passagens.

A notícia da volta do clássico guitarrista foi muito celebrada por fãs e artistas nas redes sociais. Em outubro deste ano, ainda com Klinghoffer, o "Red Hot Chilli" Peppers foi uma das atrações do Rock In Rio.

Terceira passagem pelo RHCP

Frusciante volta ao RHCP após outras duas passagens. A primeira delas foi em 1988, quando então com 18 anos o jovem guitarrista assumiu o posto que era de Hillel Slovak, morto no mesmo ano em consequência de overdose de drogas.

Nessa primeira fase na banda ele participou dos discos "Mother's milk" (1989) e "Blood sugar sex magik" (1991).

Esse segundo disco foi um sucesso e responsável pela banda alcançar o estrelado mundial, mas foi justamente em razão de suas desgastantes apresentações que John, na época entregue ao vício em heroína, deixou a banda. Ele abandonou a banda na metade da turnê, após um show realizado no Japão. Depois de testar alguns guitarristas, Dave Navarro entrou para a banda em seu lugar.

Durante esse primeiro hiato ele se internou em uma clínica de reabilitação e voltou a tocar com os antigos companheiros em 1998 e sua volta sucedeu a gravação de “Californication”, um dos maiores álbuns do Red Hot. Além da Música que o intitula, o disco também trazia canções de sucesso, como “Otherside", “Scar Tissue” e “Around The World”.

John seguiu durante uma década com a banda, quando em 2009, depois de encerrar a turnê do álbum duplo Stadium Arcadium. Na época ele justiçou sua saída alegando que se dedicaria a sua carreira solo e disse que sua segunda saída, diferente da primeira, “não teve drama ou raiva” os demais integrantes e que ele foi apoiado para fazer o que quisesse.

“Para simplificar, meus interesses musicais me levaram a uma direção diferente”, disse John na época. Desde então ele gravou cinco discos.

Siga a página Música
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!