Na manhã da última terça-feira (3), a apresentadora Maisa aproveitou mais um momento para poder interagir com seus fãs e seguidores do Twitter.

Ela, que é uma musa na rede social e conta com muitos seguidores que costumam interagir com ela em suas publicações, é conhecida por essa interação mais direta na rede social, e até mesmo por esses momentos de conversa nos quais expõe sua opinião e ouve o que os seguidores têm a compartilhar sobre o assunto.

Maisa comenta preconceitos sofridos pelo pai

Desta vez, um dos assuntos que foi levantado foi a respeito do racismo que o pai da apresentadora, Celso Andrade, já sofreu.

Ela revelou que nota a diferença que acontece no tratamento das pessoas com ela e com sua mãe Gislaine Silva, e com seu pai, que é negro.

Maisa ressaltou que a forma como ela e sua mãe são tratadas é bem diferente da forma como as pessoas encaram o pai nas mesmas situações. O debate gerou muitos comentários dos seguidores de Maisa, que até mesmo esclareceram dúvidas da apresentadora.

A conversa toda se iniciou depois de um tuíte de Maisa, no qual ela declarou que o seu pai é negro. Uma seguidora então aproveitou o momento para poder questionar se, diante disso, Maisa se considerava parda.

Ela então questionou a pergunta da seguidora falando que não sabe muito a respeito do assunto se ela poderia ser considerada parda, e devolveu a pergunta questionando se ela é parda.

Em seguida, ela continuou falando que percebe a diferença do tratamento que ela e a mãe recebem, bastante diferente do que o pai recebe. Ela contou então que muitas vezes ele é até mesmo confundido como segurança ou motorista da apresentadora.

E ela deixou claro que não sofreu preconceito pelo tom de sua pele, assim como seu pai sofre.

Uma seguidora, após o desabafo de Maisa, respondeu a dúvida da apresentadora e aproveitou para prestar sua solidariedade a respeito do que o pai dela passa. A seguidora esclareceu que Maisa não é parda, e sim branca, e que sente muito por tudo que o pai dela tem passado devido ao racismo das pessoas. A jovem apresentadora então revelou que os episódios de racismo pioraram depois que eles se mudaram para um bairro nobre.

"É osso o racismo, já passamos por muita coisa desde que nos mudamos para um bairro 'nobre'", desabafou Maisa.

Ela fez questão de ressaltar que a situação toda não se dá pelo fato do tipo de roupa usado pela pessoa ou pela forma como ela fala, mas sim pela cor da pele que as pessoas agem de forma diferente com as outras. Maisa ainda revelou que na família por parte de seu pai só tem ela e mais um primo brancos, e todos os demais são negros.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!