Na última segunda-feira (16), o ator Marcos Palmeira abriu o jogo sobre o seu controverso papel em "A Dona do Pedaço", novela que ocupava a faixa de horário das 21h antes de ser substituída por "Amor de Mãe".

Na trama, escrita por Walcyr Carrasco, o ator interpretava o advogado Amadeu, o par romântico da protagonista da novela, Maria da Paz (Juliana Paes).

De acordo com Marcos Palmeira, esse não foi um “super papel”, mas o ator também fez questão de afirmar que tudo aconteceu exatamente como havia sido combinado.

Em entrevista ao jornal O Globo, Palmeira afirmou que Walcyr Carrasco não havia prometido nada de mais a ele.

O ator ainda apontou que a única coisa que o autor lhe prometeu foi que ele participaria de uma novela de sucesso.

O ator ainda afirmou que nada foi prometido a ele no que se refere ao personagem, de modo que Amadeu não ser um “super papel” não foi exatamente um problema para ele.

Ainda sobre o assunto, Marcos Palmeira comentou sobre o seu trabalho ao lado de Amora Mautner, a diretora artística de "A Dona do Pedaço". Os dois foram casados e têm uma filha juntos, Julia, de 12 anos.

Segundo o ator, ser dirigido pela ex-esposa foi algo positivo e que ajudou a “selar uma fase”. De acordo com ele, lidar com ex é sempre algo complicado, mas ele e Amora conseguiram “romper uma bolha” e acabaram por conseguir aproximar a relação que tinham.

Assim, estar ao lado da mãe de sua filha acabou sendo algo positivo e que fez Julia ficar feliz por ver os pais trabalhando juntos. Marcos ainda afirmou que isso também possibilitou que a filha percebesse que a vida continua, algo que ele considerou importante.

Ainda sobre o trabalho ao lado de Amora Mautner, Marcos Palmeira afirmou que terminou "A Dona do Pedaço" aliviado, e que, atualmente, ele e a diretora artística possuem uma capacidade maior de diálogo, de forma que mesmo as discussões dos dois possuem um tom mais maduro e que não segue mais para a histeria comum às conversas entre ex.

Arrependimentos

Ainda durante a entrevista, Marcos Palmeira foi questionado sobre os possíveis arrependimentos ao longo de sua carreira. Contudo, o ator fez questão de assumir a responsabilidade por suas escolhas quando os projetos não saíram exatamente da forma como ele imaginava.

O ator ainda afirmou que chegou a errar bastante por não se encontrar em alguns personagens.

Também durante a entrevista o ator aproveitou para elogiar o trabalho de atores como Wagner Moura, apontado por ele como o melhor ator brasileiro atualmente; Lázaro Ramos e Rodrigo Santoro, pontuando o sucesso da carreira internacional do último.

Siga a página Novelas
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!