Nesta semana um vídeo de 2013 onde aparecem os humoristas Renato Aragão, o Didi, e Gregório Duvivier ressurgiu nas redes sociais.

No vídeo, os dois acabaram discutindo devido uma discordância a respeito da religião e, nesta semana, novamente o vídeo voltou a ser divulgado devido à polêmica da vez, envolvendo o nome de Gregório. O momento que aparece no vídeo aconteceu durante o programa “Na Moral”, que era exibido na época pela Rede Globo e contava com a apresentação de Pedro Bial.

Por mais que o vídeo seja antigo, ele acabou retornando às redes sociais devido à polêmica que Gregório vem enfrentando após o especial de Natal feito para o serviço de streaming Netflix pelo grupo humorístico Porta dos Fundos, com o título de “A Primeira Tentação de Cristo”.

Na versão criada pelos humoristas, que conta com a participação também de Fábio Porchat, Jesus é gay, e esse seria o motivo pela qual tem se formado uma enorme polêmica nas redes sociais nos últimos dias.

Na ocasião em que Didi e Duvivier discutiam a respeito do uso de religião para se fazer piada, Gregório discordou veementemente do trapalhão.

Para Didi, não era preciso fazer uso da religião para criar humor, e ele considera que seja até mesmo agressivo esse uso. Por mais que Gregório, que deixou claro isso, fosse fã do humorista, ele se posicionou no momento contra o argumento e discordou da fala do Didi.

Gregório revive frase do debate

Logo depois que o vídeo começou a se espalhar novamente pelas redes sociais, Gregório fez uso de seu Twitter para poder comentar, mais uma vez, a polêmica.

Em sua crítica, o humorista declarou que não pode rir de religião, mas que pode rir de “preto, viado e pobre”.

O especial de Natal tem causado muita controvérsia nas redes sociais, pois muitas pessoas consideraram como sendo desrespeitoso.

Fábio Porchat recentemente chegou até mesmo a publicar em seu Twitter uma crítica positiva a respeito do especial em questão e recebeu comentários de usuário raivosos, que questionaram a posição do humorista.

Uma seguidora chegou até mesmo a falar para o humorista que “Blasfêmia não é mimimi” e declarou que o filme era uma falta de respeito com as pessoas que acreditam em Jesus.

O especial “A Primeira Tentação de Cristo” está disponível no catálogo da Netflix. Um dos momentos que tem causado muita indignação nas pessoas é o momento em que Jesus Cristo (Gregório Duvivier) aparece com seu namorado, interpretado pelo ator Fábio Porchat.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!