A influenciadora Bianca Andrade, a Boca Rosa, conseguiu escapar do primeiro Paredão do "Big Brother Brasil 20". Contudo, na manhã desta quarta-feira (29), depois de toda a comemoração por ter conseguindo vencer Lucas Chumbo, e escapar do paredão, garantido mais alguns dias no confinamento, a influenciadora demonstrou que não sabe como ela vai conseguir chegar até o final do confinamento, caso ela siga no jogo.

Durante uma conversa com Pyong, Hadson e Guilherme na área externa do confinamento, ela confessou para os colegas de programa que tem dúvidas a respeito do seu futuro no programa.

Boca Rosa se mostra receosa no 'BBB20'

Durante a conversa, Bianca contou que nos primeiros dias do confinamento ela tem se sentido meio perdida, e que chegou até mesmo a pensar se ela conseguiria suportar os 90 dias, caso ela fique até o final do programa. Pyong opinou em meio a conversa que, para ele, parece que já se passaram umas três semanas desde que eles foram confinados na casa, mas, na realidade, nesta última terça-feira (28) acabou de fazer uma semana que eles chegaram ao local.

Em seguida, a influenciadora também explicou um pouco da tática que vai adotar agora no programa. Caso ela precise aplicar o Castigo do Monstro em algum dos participantes, como acontece todas as semanas, ela vai optar por escolher uma pessoa que ela acredita que vai votar nela para o paredão.

Pyong concordou com a ideia de Boca Rosa, e acrescentou dizendo que concordava por que a pessoa iria votar nela.

Sobre a votação que aconteceu no último domingo (26), Bianca revelou que ainda não acreditou muito nas justificativa que foram dadas pelo líder Petrix ao indicá-la ao Paredão. Pyong opinou no assunto comentando que o que o líder havia dito no momento em que votou em Bianca foi que usou da estratégia como desculpa para poder votar na influenciadora, para que a situação acabasse ficando mais amigável sem gerar algum tipo de clima chato entre os participantes após a indicação.

Depois da votação no domingo, Petrix procurou por Bianca para poder justificar o seu voto, e também chamou Pyong para poder conversar. Durante a conversa, o ginasta contou que havia dito que tinha vários planos para votar no Paredão, e que, ao escolhê-la, não foi algo pessoal.

O ginasta terminou dizendo que o Brasil estava vendo a mesma coisa que ele estava vendo no confinamento, e que essa era a explicação dele para poder votar na influenciadora para o paredão.

Ao longo da conversa, o atleta ainda declarou que acreditava que tinha 90% de chance de Boca Rosa conseguir voltar do paredão, e que foi um risco que ele cometeu ao colocar ela na berlinda, pois sabe que ela tem estrutura para isso.

Não perca a nossa página no Facebook!