A situação financeira é um grande problema para a maioria das empresas brasileiras e fato é que não está fácil para ninguém e a ordem de muitas organizações é cortar custos e assim está ocorrendo na Rede Globo de Televisão. Segundo informações do colunista Leo Dias do UOL, a emissora resolveu cortar as festas que dava para a equipe técnica e atores no início e fim de cada novela do canal, com o objetivo de diminuir os gastos. Além disso, a empresa está dispensando grandes nomes de atores e autores consagrados, como Aguinaldo Silva.

Alguns atores não aceitaram ficar sem confraternizar com os colegas de trama e decidiram bancar essas festas do próprio bolso para que a tradição de uma reunião no primeiro e último capítulo das novelas sejam mantidos. Na última sexta-feira, 24 de janeiro, foi ao ar o último capítulo da novela 'Bom Sucesso', trama que teve uma ótima audiência no horário das 19 horas, onde a atriz Grazi Massafera foi protagonista, ao lado do ícone Antônio Fagundes.

Para que a confraternização com o elenco e equipe técnica pudesse ocorrer e assim os colegas se reunirem para juntos assistirem o último capítulo, a atriz Grazi Massafera resolveu bancar do próprio bolso o evento que ocorreu em um hotel localizado no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro.

A novela 'Bom Sucesso' deu lugar para que a trama 'Salve-se Quem Puder' se iniciasse nesta segunda-feira (27).

Deborah banca festa de 'Salve-se Quem Puder'

Para que o elenco pudesse assistir juntamente o primeiro capítulo da nova novela das 19 horas, uma das protagonistas, a atriz Deborah Secco resolveu bancar os custos de uma confraternização. A atriz assumiu os custos da festa que foi realizada em uma casa de festas também localizada no Recreio dos Bandeirantes.

Vale lembrar que além de Deborah Secco, a novela terá mais duas protagonistas, as atrizes Juliana Paiva e Vitória Strada.

Segundo informações do colunista Leo Dias, a previsão é que as próximas novelas da Globo não tenham mais essas festas de confraternização, a menos que algum artista assuma os custos. Essa atitude da Globo seria devido à crise econômica que a empresa enfrenta e também devido à diminuição das receitas no ano passado.

No final do ano de 2019, a emissora não ofereceu ao funcionários nem a tradicional confraternização de fim de ano.

No ano de 2018, a Rede Globo juntou todos os colaboradores da empresa e ofereceu uma super festa para os milhares de funcionários, contando inclusive com a presença do DJ Dennis. Ainda segundo o colunista, o clima dentro da Globo estaria meio tenso com a criação do projeto Uma Só Globo, onde a intenção é fundir a TV Globo, com os canais pagos Globosat, Globoplay, Globo.com e Som Livre, formando uma só empresa. A estimativa é que mais de 2500 funcionários sejam demitidos com essa fusão.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!