A série sobre o assassinato de Eliza Samudio, cometido por Bruno de Souza, que atuava como goleiro do Flamengo na ocasião do crime, está gerando vários comentários e até mesmo uma disputa. Ainda que o projeto esteja somente no papel, de acordo com a coluna de Leo Dias, do portal UOL, a Netflix está interessada no projeto e vem fazendo de tudo para conseguir os direitos de produção.

O jornalista afirmou que a plataforma de streaming chegou a oferecer até mesmo mais dinheiro para ficar com os direitos da série, mas acabou levando a pior e o projeto segue nas mãos da Globo, que inicialmente contaria a história.

Ainda sobre a série citada anteriormente, Leo Dias revelou outros detalhes descobertos por sua coluna. De acordo com o jornalista, a atriz Vanessa Giácomo está cotada para interpretar Eliza Samudio, visto que a ideia de realizar uma adaptação da obra literária partiu dela. O livro se chama "Indefensável – O Goleiro Bruno e a História da Morte de Eliza Samúdio", escrito em parceria por Paula Sarapu, Leslie Barreira Leitão e Paulo Carvalho.

De acordo com Leo Dias, a ideia da atriz surgiu no momento em que ela finalizou a leitura de "Indefensável". A partir disso, Vanessa Giácomo teria conseguido visualizar como a obra ficaria adaptada pela TV e deu a ideia do projeto para a Globo.

Mais informações sobre a série

Também segundo a coluna de Leo Dias, a série será apenas a primeira de uma sucessão de thrillers (séries que contam com grandes quantidades de tensão e suspense) realizados pela Globo ao longo de 2020.

O apresentador ainda afirmou que a emissora possui a ideia de fazer séries a respeito de vários crimes com soluções já conhecidas e cujas sentenças já foram emitidas pela Justiça.

Entre essas, até o presente momento, sabe-se somente da produção da série documental "O Caso Evandro", baseada em um podcast sobre o crime de repercussão nacional que ficou conhecido popularmente sobre o nome "As Bruxas de Guaratuba" e ocorreu ainda na década de 1990, no estado do Paraná.

No que se refere à série sobre o caso de Eliza Samudio, não foram fornecidos detalhes a respeito de datas de estreia ou mesmo informações concretas a respeito do elenco do projeto.

Também não se sabe se a série será feita para a TV aberta ou se integrará o conteúdo da Globoplay, plataforma de streaming da emissora. "O Caso Evandro", por exemplo, será produzido para o serviço filiado à emissora.

De acordo com Leo Dias, tudo o que se sabe sobre uma possível data de estreia do projeto é que ela somente acontecerá após o lançamento da segunda parte da novela Verdades Secretas, que será feita para a Globoplay e tem previsão para 2020.

Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Seriados
Seguir
Siga a página Tecnologia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!