Nesta última segunda-feira (6), Thammy Miranda resolveu se manifestar através de seu Instagram ao publicar uma imagem na qual se solidarizava com Lanna Hellen, uma mulher transgênero que no último final de semana acabou sendo impedida de utilizar o banheiro feminino em um shopping de Maceió, no estado de Alagoas.

Thammy ficou indignado com a situação vivida pela mulher e publicou uma foto na qual ele mesmo aparece segurando um cartaz onde está escrito uma mensagem em apoio a Lanna. Na mensagem, Thammy deixa claro que é direito da pessoa trans de utilizar o banheiro que vai de acordo com sua identidade de gênero, e que é dever de todos respeitar isso.

"Para os desinformados de plantão, é um direito nosso", dizia Thammy na legenda.

Na legenda da publicação, ele aproveitou para poder reforçar ainda a situação, declarando que é necessário falar de respeito, e relembrou do que aconteceu no último final de semana com a mulher em um shopping de Maceió. O ator ainda relembra que a mulher foi retirada à força de dentro do banheiro que estava usando no local. Ao final da mensagem, Thammy cobra uma posição e questiona até quando terão que conviver com tanta ignorância como a apresentada diante deste caso.

Relembre o caso

Na última sexta-feira (4), Lanna Hellen deixou sua casa para dar uma volta sozinha no Shopping Pátio Maceió e tomar um sorvete. Ela conta que no local acabou sendo vítima de transfobia, após ter sido impedida de utilizar o banheiro feminino.

A mulher publicou um vídeo através de seu Instagram, para poder denunciar a situação que viveu no shopping. O vídeo publicado por Lanna na rede social acabou se espalhando pela web e viralizou. Muitas pessoas acabaram republicando o vídeo nas redes sociais e o caso tomou proporções maiores.

Após ter sido proibida de utilizar o banheiro, Lanna ficou muito indignada com a postura dos responsáveis pela ação de expulsá-la do local, e subiu em uma mesa da praça de alimentação.

Em seguida, ela foi retirada do local à força pelos seguranças do shopping. Diante da situação toda, a mulher acabou prestando uma queixa contra o estabelecimento na delegacia.

No sábado (5), a hashtag “#shoppingpatiotransfobico” foi levantada no Twitter e ficou entre os assuntos mais comentados da rede social durante um bom tempo.

Logo pela tarde, um grupo de apoiadores da causa LGBTQ+ resolveu fazer uma reunião em frente ao local para poder protestar a respeito do que ocorreu com Lanna.

Lanna conversou com a reportagem do site Universa e revelou que nunca em sua vida havia passado por nada semelhante ao que passou no shopping em questão. Ela contou ainda que assumiu como mulher transgênero aos 25 anos de idade, e que agora tem 31. Desde que se assumiu como mulher transgênero Lanna conta que usava banheiros femininos e que, inclusive, é ex-funcionária do local. Ela se mudou para Maceió há apenas três meses.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!