Após notar que a PWA estaria poluindo muito a cidade fictícia de Guaporim, Davi (Vladimir Brichta) decide tomar uma atitude arriscada para poder provar que a empresa está prejudicando não só o meio ambiente, como as pessoas que vivem na cidade, que estão adoecendo.

Nos últimos capítulos de “Amor de Mãe”, o ativista se mudou para a tal cidade para iniciar um protesto contra a empresa. Ao chegar ao local, ele decidiu que iria comer os alimentos contaminados e beber a água do local para provar o que a empresa tem causado.

O protesto contará com a supervisão de Betina (Isis Valverde), que a todo momento irá acompanhar o estado de saúde de Davi.

Contudo, por mais que a enfermeira esteja ajudando o ativista, ele vai acabar passando muito mal após ingerir todos os alimentos contaminados da cidade, e, inclusive, a água. O ambientalista vai ficar entre a vida e a morte na trama, após passar meses na cidade consumindo tudo o que é do local.

A intenção do ativista é provar que as atividades da PWA na cidade de Guaporim deixa a água contaminada com produtos químicos que não só prejudicam o meio ambiente, como também prejudica os seres vivos.

Para isso, Davi decidiu que iria sentir os efeitos causados pelo consumo dos produtos da cidade, da mesma forma como os moradores do local tem que viver ao longo de seus dias.

Dito isso, o ambientalista decidiu que mesmo com acompanhamento médico iria consumir somente os produtos que são da cidade, e que podem ter sido contaminados com os produtos, como os peixes que são pescados na cidade.

Davi entre a vida e a morte em 'Amor de Mãe'

Ao longo de seis meses, Davi passará consumindo tudo da mesma forma como os moradores, para provar os efeitos que os produtos químicos podem ter na saúde das pessoas, e como eles podem prejudicar uma pessoa saudável, fazendo com que ela fique doente.

A novela passou por um salto de seis meses, no qual foi mostrado que, ao longo desse tempo, Davi acabou passando por uma alteração em sua saúde, que agora já não é mais a mesma que ele tinha logo quando começou realizar o seu protesto em Guaporim.

O ativista não desistiu em momento algum de provar o que está acontecendo, e de mostrar para o mundo o que a PWA tem causado.

No entanto, como era previsto, a ação não fará nada bem para Davi, e o ambientalista vai ter um problema grave de saúde. Ele ficará extremamente debilitado após ter consumido todos os produtos envenenados da cidade ao longo dos seis meses que por lá passou.

Ao demonstrar uma piora, Davi será levado às pressas para o hospital, onde precisará ser internado para cuidar de sua saúde antes que o pior aconteça. O ambientalista ficará em estado grave no hospital, mas aos poucos, ao ser tratado, vai apresentar uma melhora.

O protesto mortal, no entanto, renderá os frutos que o ativista espera, visto que agora a licença ambiental da PWA será suspensa, depois da repercussão do caso. A atitude, porém, colocará um ponto final de vez no Relacionamento do ativista com Vitória (Tais Araújo).

Siga a página Novelas
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!