Na última quarta-feira (4), o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) solicitou a abertura de um inquérito relacionado a apologia à zoofilia. Na investigação em questão serão investigadas as falas dos participantes Felipe Prior e Mari Gonzalez relativas ao ato em questão.

De acordo com informações obtidas por meio do site Notícias da TV, o MP já chegou a encaminhar para a 32ª Delegacia de Polícia de Taquara, localizada no Rio de Janeiro, as imagens referentes às falas em questão, que serão analisadas a fim de determinar se ocorreu o crime de apologia ou não.

Segundo uma nota enviada pelo Ministério Público ao Notícias da TV, a 19ª Promotoria de Investigação Penal já recebeu toda a ouvidoria pertinente ao assunto, encaminhando-a posteriormente a 32ª DP.

O inquérito foi instaurado em caráter de urgência.

Caso você não se lembre, a conversa entre Mari Gonzalez e Felipe Prior aconteceu ainda no dia 26 de janeiro e provocou revolta generalizada nos internautas. Na ocasião, os dois comentavam a respeito de fetiches sexuais e acabaram chegando no campo da zoofilia quando Prior afirmou que vários funcionários seus são adeptos dessa prática.

Na ocasião, Mari chegou a dizer que esse tipo de atitude pode até ser anormal para eles, mas que para os praticantes é algo comum. Minimizando a situação, a blogueira ainda destacou que, para ela, estava “tudo bem”, ignorando que zoofilia é crime.

O vídeo contendo a conversa entre os dois acabou viralizando nas redes sociais, em especial no Twitter.

Devido a isso, foi levantada a hashtag #ZoofiliaÉCrime, que chegou a ficar entre os assuntos mais discutidos na rede social naquela ocasião.

Mais detalhes sobre a conversa de Mari e Felipe

Ainda durante a conversa em questão, a influenciadora digital ressaltou que algumas pessoas se sentem excitadas com animais e Felipe, por sua vez, destacou que os funcionários de sua obra em uma determinada época costumavam fazer isso.

Posteriormente, a blogueira quis saber se eles usavam camisinha e Prior destacou que não. De acordo com o arquiteto, os homens em questão ainda tratavam a questão como normal e questionavam quem nunca havia feito isso anteriormente. Deixando tudo ainda pior, Felipe revelou que alguns homens chegavam a dizer que as cabras “gritavam o nome” dos homens em questão.

Quando toda a conversa aconteceu, Jonas Sulzbach, o namorado de Mari Gonzalez e ex-participante do "BBB20", tentou sair em defesa da namorada e afirmou que as pessoas não entenderam o que ela quis dizer durante a sua conversa com Felipe Prior. No vídeo em questão, Jonas apareceu chorando bastante e falou que ele chegou a ser ameaçado na internet depois que as falas de Mari começaram a repercutir.

Não perca a nossa página no Facebook!