A prova do anjo do "Big Brother Brasil 20" da semana aconteceu nesta sexta-feira (21) de manhã. Quem conseguiu conquistar a melhor nesta quinta prova do anjo foi o youtuber Pyong Lee.

Com o poder do anjo, o hipnólogo agora poderá imunizar um colega de confinamento na próxima formação da Paredão, que vai acontecer neste próximo domingo (23).

Além disso, o youtuber também vai ganhar um almoço especial como parte do prêmio recebido pelo anjo toda semana, e vai poder receber também uma mensagem em vídeo enviada por sua família.

Pyong vibra com conquista do anjo no 'BBB20'

Logo quando conseguiu vencer a prova e então ser coroado como o anjo da semana, Pyong gritou na área externa do confinamento onde aconteceu a prova que agora vai poder ver o filho pela primeira vez.

Vale ressaltar que o youtuber não tem a informação ainda que seu filho de fato nasceu, pelo tempo que Pyong está no confinamento. No entanto, pelo tempo de gravidez que sua esposa Sammy tinha quando ele entrou para o confinamento, o hipnólogo concluiu que seu filho pode ter nascido. E, de fato, o filho de Pyong nasceu no último final de semana.

Antes da prova se iniciar de fato aconteceu um sorteio que foi realizado para definir a posição de cada jogador na prova que aconteceria na área externa. O único que não pôde participar da prova foi Felipe Prior, que durante a prova do líder acabou recebendo um castigo da líder Rafa de que ele seria vetado da prova do anjo na semana.

Depois que a influenciadora foi coroada como líder, ela precisou escolher três pessoas para castigos que ela não sabia quais seriam e nem escolheu quem receberia qual.

Felipe caiu justamente no castigo em que vetou ele da prova, enquanto Flayslane foi direto para o Paredão, e Bianca, por sua vez, perdeu 300 estalecas.

Como funcionou a dinâmica da prova do anjo

Já na área externa, os brothers ficaram em ordem numérica, da forma como foram sorteados ainda dentro da casa.

Em seguida, eles se posicionaram nos lugares adequados em totens, que contavam com seus nomes, e lhes davam três tickets.

O apresentador Tiago Leifert explicou que a prova seria um parquinho da maldade, e que eles teriam um ticket cada, e, quem fosse ficando sem ingresso ao ser chamado pelo outro, seria eliminado da prova.

Em ordem numérica, cada um precisou escolher alguém para que fosse retirado um ticket e fosse feita uma ‘maldade’. Entre as maldades que poderiam ser feitas tinha torta na cara, balde de água gelada e garrafa cenográfica, e a pessoa poderia escolher o castigo que seria aplicado no participante.

Ao ganhar o anjo, Pyong também ganhou o direito de indicar duas pessoas para o monstro, e escolheu Babu e Felipe. Caso o participante estivesse no grupo VIP, ele iria direto para o grupo da Xepa.

Além disso, o apresentador também explicou que os escolhidos perderiam 300 estalecas. Como castigo, eles teriam que ficar como guardas e não poderiam deixar o posto de uma vez. Eles deveriam revezar e o posto nunca deveria ficar vazio.

Não perca a nossa página no Facebook!