Na manhã desta quinta-feira (20), a briga judicial envolvendo a herança de cerca de R$ 1 bilhão deixada pelo famoso apresentador Gugu Liberato ganhou mais um capítulo. Desta vez, a defesa da família de Liberato emitiu um comunicado dizendo que a viúva, Rose Miriam, recebeu um valor de US$ 500 mil do apresentador, enquanto ele ainda estava vivo. Tal comunicado rebate a tese de Rose, que alega estar passando dificuldades financeiras desde a morte de Gugu.

Além disso, a defesa da família do apresentador também ressalta que Rose Miriam vive como uma “empresária bem sucedida” nos Estados Unidos. Além disso, eles também comunicam que a médica tem uma casa de alto padrão em Alphaville, um dos bairros mais ricos da Grande São Paulo.

De acordo com a nota, o imóvel de Rose custa em torno de R$ 6 milhões. Os defensores da família também alegam que a viúva recebe um valor de US$ 10 mil de pensão mensal, para assim cobrir as despesas de sua casa.

Briga na Justiça

Depois que Gugu Liberato, de 60 anos, morreu em novembro de 2019, a mãe de seus três filhos, Rose Miriam di Matteo acionou a Justiça para ter o reconhecimento de sua união estável com o apresentador. Entretanto, depois que a família soube da briga envolvendo o nome de Gugu Liberato, alegaram que Rose e Gugu eram apenas amigos e parceiros de paternidade.

Mesada dos filhos

Além do valor de US$ 10 mil recebidos mensalmente pela empresária, em outro momento a nota ressalta que os filhos de Gugu, João, Maria e Sofia recebem uma mesada, e assim seguem a tradição do apresentador, que gostava de incentivar os filhos a administrarem seus próprios gastos.

Ainda segundo informações, Rose Miriam já recebeu seu Green Card -documento que permite a estrangeiros viverem nos Estados Unidos legalmente-- e também é integrante de um grupo seleto de investidores em um dos clubes de futebol americano que mais cresce no país. Inclusive, um dos jogadores mais Famosos do Brasil, Kaká, já teria chegado a passar uma temporada neste clube.

Defesa diz que Rose 'está passando necessidade'

Após ter conhecimento da nota divulgada pela defesa da família de Augusto Liberato, os defensores da empresária Rose Miriam, Nelson Wilians e João Manssur, decidiram rebater tais informações também através de uma nota oficial. O advogado da médica diz que a mesma foi coagida a comparecer a leitura do testamento do apresentador apenas algumas horas após ter enterrado Gugu, e, inclusive, registou um Boletim de Ocorrência (BO), por isso.

Além disso, o defensor de Rose também continua alegando que a médica está sim “passando necessidade” financeira. Sobre o imóvel de Alphaville, os advogados alegam que era usado apenas para usufruto de Rose Miriam. “A casa sequer conta na declaração de IR dela”, disse os defensores da médica.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!