A empresária Adriane Yamin deu entrevista para o portal UOL e contou um pouco do que viveu ao lado do piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna [VIDEO]. Yamin que preferiu se calar por décadas sobre o assunto é autora do livro “Minha Garota”, que foi lançado de forma independente no final do ano passado. Ela afirmou para o UOL que foi: “libertador reviver os momentos bons e ruins com aquele considerado o grande amor de sua vida”.

Na entrevista, ela diz que a história ficou trancada por trinta anos e que não se permitia pensar.

Ela disse que queria levar sua vida adiante e que do ponto de vista terapêutico, foi muito bom ter escrito o livro. Ela disse ainda que o livro foi feito com lágrimas e gargalhadas.

Enquanto escrevia o livro, Adriane Yamin disse também que se sentia culpada e que teve dificuldades em ter outro relacionamento com um rapaz enquanto estava escrevendo o livro, pois esta é uma história que mexe muito com ela, disse Yamin ao portal. Ela contou também que esta era uma história mal resolvida, e que conseguiu perdoar Senna e também se perdoar, pois ela percebeu onde cada um dos dois havia errado no relacionamento.

Beco

Este era o apelido de Ayrton Senna, que tinha 24 anos quando começou a namorar com Yasmin, na época com 15 anos. A diferença de idade entre os dois era observada pela família. Senna só podia encontrar com a garota se houvesse gente por perto. A empresária relatou que a primeira vez que o piloto a chamou para ir ao cinema durante o dia, a mãe dela queria que Yamin fosse a pé, pois a então adolescente não podia andar sozinha de carro com o namorado famoso.

A empresária continuou seu relato e contou da primeira vez que conseguiu sair sozinha com Ayrton Senna. Foi em um dia chuvoso, o casal foi de carro, Yamin falou para sua mãe que desta maneira o namoro entre ela e Senna não daria certo. E assim, ela conquistou seu espaço, pois ela queria parecer mais velha e entre ela e o piloto não parecia haver esta diferença de idade. Yamin disse que por parecer mais madura e ter um corpo atlético por causa dos esportes que praticava a diferença de idade entre eles não era perceptível.

A primeira vez

Yamin afirmou que Ayrton Senna era “um cara diferenciado” por ele ter aceitado as condições previamente estabelecidas pela família da adolescente. O que comprova isso é que eles estavam de acordo na decisão de adiar a primeira relação sexual, o que só foi acontecer quando ela tornou-se maior de idade. Mas, como é visto no livro, isto não significava que Senna não tivesse tido relações com outras mulheres, e Yamin sabia disso, e eles mantiveram um relacionamento aberto, pelo menos para o piloto.

Boatos

A intenção de manter em segredo o namoro entre Senna e Adriane Yamin foi para que não se expusesse ela que era menor de idade na época, pois havia a intenção de protegê-la de um escândalo.

Mas, isto provocou rumores sobre a orientação sexual de Ayrton Senna, já que ele nunca era visto acompanhado por ninguém.

Detalhes

No livro "Minha Garota", Adriane Yamin conta sobre a primeira relação que teve com Ayrton Senna, porém, no dia seguinte, ela relata que Ayrton não a procurou e ainda achou que Yamin mentiu sobre sua virgindade.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Literatura
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!