Nesta quarta-feira (12), Paulo Guedes foi alvo de críticas após uma declaração em uma palestra no Seminário de Abertura do Legislativo 2020. O economista escolhido por Jair Bolsonaro para ocupar o cargo de ministro da Economia polemizou ao dizer que é algo benéfico o dólar estar em alta, comentando que quando o câmbio estava baixo, todo mundo podia visitar a Disneylândia, até mesmo as empregadas domésticas. “Uma festa danada”, segundo ele.

Nesta quinta-feira (13), a repercussão e o repúdio contra as falas do político começaram a ganhar espaço. No programa denominado "Encontro", apresentado por Fátima Bernardes, a jornalista decidiu dar voz para a doméstica, que afirmou que sua profissão, ainda nos dias de hoje, é desvalorizada, tendo Paulo Guedes ajudado ainda mais nessa concepção.

No palco do programa, a moça, denominada Raquel, disse que nunca visitou a Disney e também desabafou não ter entendido a polêmica declaração feita pelo ministro, que teria diminuído e ferido a classe trabalhadora. Ela ainda disse ter a certeza de que foi uma empregada doméstica que cuidou e vigiou o filho do economista, indagando se ela não merecia viajar para a Disney. Veja:

Fátima Bernardes ainda perguntou para Raquel se ela já havia passeado para outros lugares presentes no Brasil, fazendo menção a sugestão de Paulo Guedes, que havia dito para os brasileiros visitarem lugares paradisíacos no país por conta da alta no dólar.

Raquel respondeu, dizendo que não havia, mas pretende poder levar seus filhos e netos para visitarem locais turísticos. Ela ainda reforçou sua indignação com a fala de um político com um cargo de tamanha importância ter pensamento tão preconceituoso.

Finalizando a pauta, a apresentadora Fátima decidiu manifestar a opinião sobre todo o ocorrido, dizendo que a moça deve poder ir para qualquer lugar que deseja, seja na Disney ou no Brasil.

Segundo a jornalista, quem deve dizer para onde a gente vai ou não, somos nós mesmos, não cabendo a políticos determinarem aonde devemos passar nossas férias, principalmente as pessoas que trabalham de forma honesta.

Paulo Guedes é comparado com Caco Antibes

O ministro se tornou um dos assuntos mais falados nas redes sociais nas últimas horas.

Muitos internautas, se mostrando indignados com as falas do economista, resolveram comparar o mesmo com o personagem feito por Miguel Falabella, o polêmico Caco Antibes, do "Sai de Baixo".

A atuação do personagem exibido pela TV Globo nos anos 90 e 2000 eram de satirizar as classes mais baixas da sociedade, tento até mesmo o bordão que ficou conhecido ao redor de todo o Brasil “Eu tenho horror a pobre”.

Nesta quinta-feira, a comparação chegou até mesmo a virar capa da edição do Jornal Extra.

Veja algumas das reações no Twitter:

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!