Gugu Liberato faleceu no mês de novembro de 2019 e até hoje o seu nome é alvo de matérias jornalísticas, porém, em vez de enaltecer a vida de sucesso do comunicador, os principais assuntos estão relacionados a uma disputa na justiça brasileira entre os irmãos do comunicador e a viúva, Rose Miriam di Matteo. Contudo, o melhor amigo de Gugu Liberato há mais de 35 anos, Homero Salles, é ele quem gerencia a produtora GGP cujo dono é o falecido comunicador do SBT e TV Record, resolveu abrir o jogo e falar tudo sobre a confusão envolvendo as duas partes do processo judicial que envolve diretamente o nome do falecido.

Amizade de Gugu e Homero Salles

Após a morte do apresentador da Rede Record de Televisão no mês de novembro de 2019, quando ao subir no sótão de sua casa em Orlando nos Estado Unidos para consertar o ar condicionado, ele despencou e veio a óbito. Esse fato deixou a TV brasileira e seu grande amigo de longa data, Homero Salles, com um vazio enorme.

Atualmente o grande amigo de Gugu é vice presidente artístico da Rede TV e já viajou o mundo todo com o amigo e companheiro e se diz muito angustiado após o falecimento dele. A falta que ele sente é sobre a sua presença física, mas o caso do debate pela mídia entre a família do comunicador e sua viúva, Rose Miriam di Matteo e a consequente disputa judicial pela fortuna dele, é o que realmente entristece o amigo.

Entrevista do amigo de Gugu

Em entrevista ao portal UOL, o dono da GGP afirmou estar arrasado com todo esse imbróglio judicial e disse que todos esses acontecimentos colocam em risco o legado financeiro e moral do apresentador. "Estou extremamente triste com a possibilidade de disputas judicias", disse.

Num dado momento da entrevista, Romero acrescentou que não é sócio da empresa de Gugu (GGP) e sim um tipo de gestor e ele vai acumular com o cargo executivo que já tem na Rede TV.

Por fim, ele revela que enquanto existir contratos com a empresa GGP, ele deu exemplo de um contrato atual que tem com outra empresa, a produtora Floresta, e todo dinheiro que entrar, será destinado para o espólio do falecido, fato que irá preservar e valorizar todo o patrimônio deixado pelo comunicador da Rede Record de Televisão.

Gugu: disputa pelo patrimônio

Após o seu falecimento, em novembro de 2019, Gugu Liberato deixou um testamento assinado em 2011 que deixava 75% para os filhos e 25 % para os filhos de seus irmãos. Para a sua esposa e mãe dos filhos, ele não deixou nenhum centavo. Diante disso, a médica Rose Miriam di Matteo entrou com um processo na justiça pedindo reconhecimento de união estável. Ela garante que se ganhar, dividirá o dinheiro com os filhos e que só que ter o reconhecimento de sua relação com Gugu.

Caso haja vitória da viúva, ela poderá ter direito a 50% de toda fortuna do comunicador.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!