2019 foi o ano de Ludmilla como artista. Ela ganhou o prêmio de "Cantora do Ano" pela Multishow, lançou seu primeiro álbum ao vivo, o "Hello Mundo", além de ter emplacado dois grandes sucessos, ambos envoltos em polêmicas. O primeiro foi "Onda Diferente", que gerou uma briga pelos direitos autorais com Anitta. A segunda foi "Verdinha", que rendeu processos para a cantora por apologia às drogas.

Ludmilla fala sobre 'Verdinha'

A cantora falou sobre a polêmica da Música em entrevista a revista Marie Claire. Ludmilla foi processada por alguns deputados que a acusaram de fazer apologia ao uso da maconha. Sobre os processos, Ludmilla disse que ela tem direito de se expressar e que os advogados já estão resolvendo a questão.

Ludmilla ainda disse que os brasileiros tem a mania de idolatrar e achar que tudo fora do Brasil é bom e que a maconha lá fora é legalizada. Ela ainda disse que as lojas especializadas na planta parecem a Apple.

Ainda falando da maconha, Ludmilla disse que é tudo muito organizado, ao lado de cada planta tem um tablet que informa ao usuário para que cada uma serve.

Ainda sobre a legalização no Brasil, Ludmilla disse que isso vai ser difícil acontecer, pois segundo ela muitos homens de paletó vão perder muito dinheiro.

Ludmilla conta como é ser mulher no funk

A cantora contou que no funk para as mulheres é mais difícil crescer, pois o apelo é diferente para homens e mulheres. Segundo ela, se um homem chegar sem camisa cantando músicas com palavra de baixo calão e obscenas, ele não precisa nem ter muito talento.

Mas, se uma mulher canta músicas obscenas ela já é considerada baixa e suja.

Ludmilla também falou sobre um episódio de assédio que ela sofreu no começo da carreira. Ela estava em uma rádio e o dono foi tirar uma foto com ela e colocou a mão em seu bumbum. Ela contou que retirou a mão do dono da rádio e disse que ele não podia fazer aquilo.

Mas, o homem falou dando a entender que pelo fato de ser o dono da rádio ela tinha que deixar. Ela disse que se enfureceu chamou seu tio e foi embora do local.

Ludmilla conta por que não fazia tantos clipes

A cantora também falou sobre sua batalha para se aceitar. Ela contou que se achava muito feia e que por isso não gostava de aparecer em programas de Televisão, gravar clipes.

“Me achava feia pra caraca", disse a cantora. Segundo Ludmilla, ela ia praticamente arrastada.

Ela ainda disse que essa insegurança a prejudicou muito no começo da carreira, pois as pessoas acabavam achando que ela era uma pessoa sem humildade, o que não era verdade, mas ela não desmentia para não deixar a situação pior, e protegia sua dor até que ela passasse.

Ludmilla é a única brasileira no pré-Grammy

Ludmilla teve a honra de ser a única artista brasileira convidada à primeira festa pré-Grammy em Los Angeles. A festa foi dada pela plataforma de música Spotfy, e contou com artistas como Billie Eilish e Lil Nas X.

Ludmilla foi acompanhada da esposa Brunna Gonçalves e foi maquiada pela maquiadora de Cardi B.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Música
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!