Recentemente, foi dada a notícia que a viúva Rose Miriam Di Matteo havia perdido a causa de herança de Gugu Liberato na Justiça em segunda instância, tendo seu nome não reconhecido como herdeira. No entanto, a médica mostrou estar insatisfeita com a decisão, recorrendo e entrando em um novo processo para provar a união estável que tinha com o apresentador.

Segundo informações da colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a ação proferida por Rose Miriam teve início na semana passada, tramitando com diversas provas anexadas na inicial do processo. Dentre a principal prova, pode ser referido a correspondência que Gugu Liberato e a viúva mantinha, em uma conta conjunta no Bank Of America, nos Estados Unidos. Tal fato, para quem não sabe, é um dos principais indícios de que uma pessoa carrega uma união quando se mostra necessário a comprovação de um Relacionamento.

No entanto, a conta não é a única prova que os dois mantinham uma relação de casal. Rose Miriam ainda mostrou uma carta que o apresentador Gugu havia escrito para ela. Na mensagem, o comunicador mostrava a felicidade que tinha em ter visto a mesma, estando feliz com as realizações que ela estava obtendo como médica e dizendo que o fato lhe deixava orgulhoso. Continuando, Gugu Liberato afirmou que estava lendo o livro que a viúva havia lhe dado aos poucos, pois o final do ano estava sendo corrido em sua carreira. Gugu Liberato desejou um Feliz Natal para Rose, repleto de saúde e muita paz, dizendo que iriam se ver mais em 2001.

A carinhosa carta escrita foi enviada para a médica em dezembro de 2000, antes do nascimento do filho primogênito do casal, João Augusto Liberato, que, atualmente, está com 18 anos de idade.

Rose Miriam alega estar entrando com a ação para obter 50% da herança do falecido, pois, de acordo com a mesma, no momento, está passando pro uma situação financeira complicada. Ela alegou que necessitou pedir dinheiro emprestado de uma amiga para realizar compras no mercado, em uma entrevista concedida para à Veja.

Justiça nega recurso de viúva e confirma testamento de Gugu Liberato

O desembargador denominado Galdino Toledo, que exerce seu cargo na 9ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), novamente validou o testamento feito pelo apresentador Gugu Liberato, negando os recursos que Rose Miriam Di Matteo havia proferido na Justiça com o intuito de receber 50% da herança.

A viúva, para sua infelicidade, não foi incluída como uma das herdeiras da herança bilionária do comunicador.

O patrimônio de Gugu Liberato é estimado no valor de R$ 1 bilhão. No testamento lavrado no ano de 2011, o famoso afirmou que 75% de seus bens deverão ser destinados aos seus três filhos, sendo 25% repartidos para seus sobrinhos. Maria do Céu, mãe do apresentador, foi contemplada com uma pensão vitalícia.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!