No último domingo (9), aconteceu a 92ª cerimônia do Oscar, na cidade de Los Angeles, Estados Unidos. A brasileira Petra Costa estava indicada na categoria de Melhor Documentário por seu trabalho em "Democracia Em Vertigem", que está disponível na plataforma de streaming Netflix.

Entretanto, o filme de Petra não era considerado o favorito da categoria e acabou perdendo para "Indústria Americana", que desde a ocasião em que a lista de indicações saiu era apontado por veículos especializados como o favorito a vencer o prêmio.

É válido destacar que dos 5 documentários indicados ao Oscar de 2020, 4 deles eram dirigidos ou co-dirigidos por mulheres.

Dessa forma, ao fazer o seu discurso de aceitação do prêmio Julia Reichert, a realizadora de "Indústria Americana", aproveitou para falar com todas as mulheres presentes na premiação e também com as que estavam em casa.

Nesse sentido, a documentarista destacou que as mulheres não precisam se encaixar nos modelos socialmente impostos pelo patriarcado para conseguir ter sucesso em Hollywood. Ela, que ostenta uma cabeça raspada, serve como prova viva disso.

É possível afirmar que "Indústria Americana", assim como "Democracia em Vertigem", foi produzido em parceria com a Netflix. Entretanto, dois nomes bastante ilustres nos Estados Unidos também estavam por traz do filme: Barak e Michelle Obama, que são donos da produtora Higher Ground.

Ainda ao comentar sobre as mulheres em Hollywood, Julia Reichert afirmou que as mulheres precisam avançar em enquanto diretoras e ainda apontou que somente homens foram indicados a categoria de Melhor Diretor do Oscar 2020. De acordo com ela, a chave para que isso venha a mudar um dia será a solidariedade e o apoio que as mulheres podem oferecer umas às outras.

Mais sobre o Oscar 2020

Embora na categoria de Melhor Documentário tudo tenha corrido como o esperado, com o favorito da noite levando o prêmio, nem tudo aconteceu exatamente como os veículos de comunicação especializados na cobertura do Oscar esperavam.

Isso se deve ao fato de que o filme "1917", dirigido por Sam Mendes, iniciou a noite como o favorito absoluto a levar para casa as estatuetas de Melhor Diretor e Melhor Filme.

Entretanto, a academia acabou premiando Bong Joon Ho e "Parasita", respectivamente, nas duas categorias citadas.

Ao vencer o Oscar de Melhor Filme, "Parasita" acabou entrando para a história da premiação, uma vez que se tornou o primeiro filme não falado em inglês a conseguir levar para casa o principal prêmio da noite.

Além dos prêmios destacados, o longa-metragem coreano ainda venceu em outras duas categorias: Melhor Roteiro Original e Melhor Filme Internacional (categoria antes chamada de Melhor Filme Estrangeiro).

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Cinema
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!