Deixando pelo caminho nomes fortes no Carnaval carioca, a Unidos do Viradouro foi consagrada na tarde desta quarta-feira (26) campeã do Carnaval 2020 do Rio de Janeiro. Eleita a escola de samba campeã do Grupo Especial, a escola brilhou sob o enredo "Viradouro de Alma Lavada", sendo uma das que mais foi aclamada na primeira noite de desfiles e uma das que mais empolgou o público.

Trazendo alegorias e fantasias espetaculares, a agremiação de Niterói trouxe um enredo sobre as Ganhadeiras de Itapuã, abordando as mulheres que foram escravizadas ao longo do século 19, e que vendiam e lavavam roupas na lagoa do Abaeté (Salvador) não só para sobreviver, mas também com outra função: comprar a liberdade de outras mulheres que eram frequentemente colocadas em cativeiro ou mesmo na posição de escravas.

Leo Dias comenta vitória de Viradouro

A apuração para eleger a campeã tirou o fôlego dos presentes, não só pela proximidade entre as escolas, mas porque a grande decisão foi tomada no último quesito, e a vitória veio com alguns décimos, deixando todos ansiosos ao longo da leitura. Como já é de costume, a apuração foi feita na Praça da Apoteose, na Sapucaí. O que surpreendeu a todos na manhã desta quinta-feira (27) não foi a escola vencedora do Carnaval em si, mas uma fala de Leo Dias.

Incentivo da prefeitura

De acordo com o Leo Dias, colunista da Rádio Metrópoles 104,1 FM, a grande explicação para a vitória da escola teria sido financeiro. Ao longo do programa "Os Cabeças da Notícia", o colunista ressaltou que a escola não seria a favorita para vencer o título, porém, o que mudou foi que ela recebeu ajuda financeira da Prefeitura de Niterói.

Segundo ele, as outras escolas não tiveram o mesmo auxílio.

A agremiação Viradouro sagrou se campeã

A vitória da Viradouro agradou a muitas pessoas, já que é o segundo título que a escola conquista, e com um enredo que mescla com a atualidade e os assuntos em pauta em grande parte do mundo, como o empoderamento feminino e o destaque a mulher em si. A história das Ganhadeiras de Itaupã narrou a quinta geração de mulheres que tinham como foco buscar a alforria de outras mulheres, demonstrando a quanto tempo a luta das mulheres de uma maneira geral acontece.

Dentre os quesitos avaliados pelos jurados estão alguns como as fantasias, o samba-enredo, a comissão de frente, as alegorias, assim como os adereços que ajudam a escola a narrar determinada história, a bateria, e o mestre-sala e a porta-bandeira. Dentre os quesitos avaliados também contam a harmonia e a evolução da escola ao longo dos anos, e de um período para o outro.

Do primeiro ao oitavo quesitos de notas, a Grande Rio esteve a frente da disputa, mas aos poucos com a evolução da leitura, a Viradouro tomou a liderança de vez.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!