O "Fantástico" do último domingo (1°) exibiu uma reportagem sobre a detenta transexual Suzy que está dando o que falar no mundo dos Famosos. Antonia Fontenelle decidiu tirar satisfações com Camila Pitanga depois de ver uma publicação na qual a atriz falou sobre o tema. Vale lembrar que a reportagem comoveu o público, que acabou invadindo as redes sociais a favor da detenta. Entretanto, parte da opinião pública mudou depois que veio à tona o motivo de Suzy estar presa. Isso porque a trans cumpre pena por abusar e matar uma criança de apenas 9 anos.

Camilla Pitanga faz post sobre o assunto

Depois de assistir à reportagem, Camila Pitanga usou suas redes sociais para postar o vídeo do momento em que o médico Drauzio Varella abraça Suzy, além disso ela legendou o vídeo desejando seu abraço e carinho a todos que se sentem só.

“Em especial a Suzy”, escreveu a global, desejando que a detenta sinta todo o carinho e acolhimento para seguir sua jornada de uma maneira mais leve e menos sozinha. Ademais, Camila Pitanga também deixou em seu post o endereço da penitenciária, onde a trans segue cumprindo pena, para quem quiser enviar uma carta para a detenta.

Antonia Fontenelle, após ter conhecimento da publicação de Camila Pitanga, comentou o post da atriz solicitando para Camila também estender seu abraço à mãe que perdeu seu filho abusado e estrangulado pela detenta.

Advogada de Suzy se manifesta após reportagem

Após a reportagem de Drauzio Varella, a advogada de Suzy, Bruna Paz Castro, decidiu se pronunciar sobre o assunto nesta segunda-feira (9). Ela contou que esteve no presídio e explicou para Suzy a situação e a repercussão que está tendo seu caso na internet após a reportagem.

Diante disso, ela diz que a detenta não sentiu nenhum receio em relatar seu nome de batismo e o artigo de seu crime, isso tendo em vista que a mesma já esta cumprindo pena imposta pela Justiça.

Ao se pronunciar, a advogada da trans também ressaltou que o crime cometido por Susy está previsto no Código Penal brasileiro como artigo 217, que é a conjunção carnal ou a prática de ato libidinoso, e o artigo 121, que é homicídio.

Bruna Paz ainda conta que o nome de batismo de Suzy é Rafael Tadeu de Oliveira Santos.

A advogada ainda diz que o crime cometido por Suzy não compete em nenhum tipo de julgamento, tendo em vista que o crime já foi julgado por um Juri Popular. “Já houve um julgamento e uma sentença”, ressaltou Bruna Paz, que ainda conta que a pena de Suzy passa de 30 anos, e ela já cumpriu uma parte dela.

“Mais ou menos uns 10 anos”, contou.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!