Na última terça-feira (3), aconteceu o sexto paredão do "Big Brother Brasil 20". Ainda que as enquetes disponíveis em sites indicassem um empate técnico entre Guilherme Napolitano e Pyong Lee, o modelo acabou levando a pior e sendo eliminado com 56,07% dos votos dos telespectadores do reality show.

Além de Guilherme e Pyong, também estava na berlinda a advogada Gizelly Bicalho. Entretanto, conforme Tiago Leifert apontou durante o seu discurso de eliminação, Gizelly era somente uma coadjuvante nesse paredão. Dessa forma, ela recebeu somente 0,64% dos votos do público.

Ainda durante o seu discurso de eliminação, Leifert afirmou que algumas pessoas consideram um certo tipo de erro fatal.

Entretanto, outras parcelas do público costuma olhar para o mesmo erro e pensar que não aconteceu nada de mais.

Na sequência, o apresentador afirmou que o público costuma conversar sobre o programa e discutir sobre o que acontece no confinamento, mas que as pessoas ainda permanecem com a própria opinião e, portanto, votam da forma que elas consideram mais justa em todos os paredões.

De acordo com a fala de Tiago Leifert, pelos motivos expostos, não tem como os participantes do BBB20 considerarem um paredão como resposta para alguma coisa, algo que foi dito por eles várias vezes durante a semana.

Para Leifert, os brothers sequer sabem as perguntas que estão sendo feitas fora da casa e não existe uma “métrica” exata para determinar as coisas, mas sim várias, uma vez que vários pontos costumam ser pesados durante as votações.

Logo depois de dizer isso, Tiago anunciou que Guilherme Napolitano era o eliminado da semana. Após receber a notícia em questão, Gabi Martins, a namorada do modelo, chorou bastante. Pyong e Gizelly, por sua vez, comemoraram o resultado positivo e a sua permanência na “casa mais vigiada do Brasil”.

Guilherme reencontra a família

Uma vez fora do "BBB20", Guilherme abraçou os pais, que o aguardavam do lado de fora. Posteriormente, o modelo reencontrou alguns amigos que haviam comparecido ao local para torcer por ele. Então, Tiago Leifert mostrou ao modelo imagens de dentro da casa, com Gabi chorando abraçada com Pyong Lee.

Na ocasião, Tiago perguntou a Guilherme o que ele achava da cena em questão, especialmente pelo clima de rivalidade que se instaurou entre Guilherme e Pyong após a formação do paredão, que aconteceu ainda no último domingo (1). O modelo respondeu que considera Pyong uma pessoa de bom coração e afirmou que sua namorada estava precisando de conforto em decorrência da sua saída.

Mostra-se válido destacar que o choro de Gabi ainda permaneceu por muito tempo após a saída de Guilherme, mas ela foi amparada por seus companheiros de confinamento.

Não perca a nossa página no Facebook!