Na noite do último domingo (1º), em meio à formação de Paredão do "Big Brother Brasil 20", um fato um tanto quanto desagradável chamou a atenção dos telespectadores do programa que assistiam o momento.

Isso porque, durante a justificativa de Guilherme do motivo ele havia escolhido mandar Pyong para o Paredão, o mesmo foi impedido de falar o que queria. Segundo o apresentador Tiago Leifert, o assunto que o modelo levantaria estaria encerrado dentro da casa.

Tiago Leifert interrompe Guilherme

Guilherme foi indicado ao paredão pela líder da Ivy, e, em seguida, teve a oportunidade de indicar alguém junto com ele para o paredão.

Sem sequer pensar, o modelo escolheu Pyong para enfrentar no Paredão. Tiago Leifert, como é de praxe, perguntou o motivo pela qual ele estava indicando o hipnólogo à berlinda, e logo em seguida o modelo justificou falando que, por várias vezes, Pyong disse a ele que queria vê-lo fora do programa, e tentou iniciar falando que se lembrava de uma vez que ele foi chamado ao confessionário, mas Leifert cortou Guilherme imediatamente, falando que iria interrompê-lo.

Em seguida, Tiago explicou que resolveu parar a fala de Guilherme, pois existiam erros de convivência e erros graves de convivência, e que Pyong havia sido chamado no Confessionário e que foi advertido pelo seu comportamento no programa, e que o assunto era considerado como sendo encerado pela produção do "Big Brother Brasil".

Relembre a advertência de Pyong no 'BBB20'

A situação toda se refere ao momento em que Pyong foi chamado ao Confessionário após a festa que aconteceu no dia 9 de fevereiro. No momento, ele recebeu uma advertência da produção do programa pelo seu comportamento na festa Guerra e Paz.

No momento foi dito para o hipnólogo que o comportamento dele causou preocupação por que ele havia bebido demais e colocou não só a sua saúde em risco como também foi inconveniente com algumas das sisters do confinamento.

Em seguida, foi pedido para que o comportamento do youtuber não se repetisse e ele não passasse do ponto novamente.

Depois de ter sido impedido de falar por Tiago, Guilherme alegou que está buscando uma reposta de fora em relação às atitudes de Pyong dentro do confinamento e Leifert respondeu que era para deixar o público decidir, mas que ele não tinha todas as informações necessárias para poder fazer o tipo de julgamento que estava fazendo.

Guilherme tentou se defender, falando que não estava fazendo julgamento, e que queria que o público julgasse o que ele possa ter feito dentro do confinamento.

Em seguida, Guilherme foi ao Confessionário para dar o seu voto, e pediu desculpas para o apresentador novamente pela situação e que não sabia que estava indo contra regras do programa. No entanto, Leifert alegou que não era uma regra, mas que ele sabia o que ele iria falar e que tem implicações fora do programa. O modelo ainda afirmou que não queria ter falado coisas que não poderiam ser ditas, e mais uma vez Leifert afirmou que ele foi advertido e o assunto está encerrado.

Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!