Na noite da última quinta-feira (27), ainda antes da prova do líder, o apresentador Tiago Leifert fez algumas afirmações para os participantes que acabaram surtindo efeito na médica Marcela Mc Gowan.

Após a disputa, quando todos os participantes já haviam voltado para a casa, Marcela afirmou que se sente assustada com a perspectiva de que Daniel pode ter deixado o programa com um elevado índice de rejeição.

Ao longo da semana, sempre que os participantes do "BBB20" conversaram sobre a eliminação do ator, o fato de que provavelmente a disputa foi acirrada surgiu no assunto. Entretanto, Daniel foi eliminado com 80,82% dos votos, o segundo maior índice de rejeição da 20ª edição do programa, perdendo apenas para Victor Hugo, que recebeu mais de 85% dos votos do público.

Durante a sua fala, Tiago Leifert fez um alerta para os brothers e afirmou que eles deveriam se esforçar durante a prova, visto que a opinião do público pode ser bastante diferente do que eles pensam. A partir dessa fala, Marcela começou a pensar que a “comunidade hippie” pode estar sendo odiada pelos telespectadores do "BBB20".

Ao levantar essa hipótese, a médica se perguntou como alguém pode não gostar de Daniel e afirmou que isso não faz sentido para ela, visto que ela nunca viu alguém odiar um ser humano como o ator. De acordo com Marcela, a única chance de Daniel ser odiado é o público ter se irritado com as constantes punições que ele sofria quando ainda estava no confinamento.

A médica ainda revelou que ficou desesperada quando Tiago anunciou a eliminação do seu namorado.

Posteriormente, esse desespero retornou quando o apresentador falou a respeito das eliminações que aconteceram nas últimas duas semanas, que foram exatamente quando Pyong Lee e Daniel deixaram a competição.

Marcela afirma que Daniel não pode ser odiado

Ao falar sobre o assunto em questão, Marcela destacou que, para ela, era possível Pyong deixar o confinamento visto que o jogo do hipnólogo era cheio de riscos, mas Daniel foi uma eliminação que a pegou totalmente de surpresa.

Ainda na ocasião, Marcela continuou questionando sobre a eliminação do namorado e afirmou que “aquele bebezinho” não havia feito nada de errado dentro do confinamento. Novamente falando sobre Pyong, a médica destacou que acredita que ele tem o afeto do público, mas que talvez nem todas as pessoas consigam entender o seu estilo de jogo.

Entretanto, ela continuou insistindo que é impossível Daniel ser odiado por alguém.

Entretanto, é possível afirmar que o público estava apenas esperando uma oportunidade para depositar os seus votos em Daniel, que vinha se tornando um ponto de incômodo para todo mundo que assiste o programa.

Não perca a nossa página no Facebook!