Depois de muitos anos de contrato com a Rede Globo, Angélica e a emissora agora estão em um novo regime de contrato. Isso porque a apresentadora deixou de fazer parte do elenco fixo de contratados da emissora e agora irá receber por obra que fizer.

De acordo com o que foi divulgado pelo colunista Alessandro Lobianco, no programa “A Tarde é Sua”, da RedeTV!, a mudança que foi feita no contrato da apresentadora com a emissora pode ter alguma relação com uma possível candidatura de Luciano Huck para a presidência em 2022, depois de ter deixado de lado a disputa em 2018.

O colunista afirmou que o caso da apresentadora na emissora era excepcional e que tinha cunho político envolvido.

Colunista aponta detalhes do contrato

O jornalista ainda indicou que, segundo suas fontes, o apresentador havia declarado que tinha de fato a intenção de entrar na disputada presidencial.

O colunista declarou que no dia 14 de janeiro deste ano o apresentador havia procurado a emissora para dizer que ele agora tem de fato a intenção de concorrer à presidência e que, por enquanto, isso ainda se trata de uma pretensão de Huck, mas que, caso ele leve adiante o seu desejo de entrar para a política, ele deixaria a emissora em dezembro deste ano para isso.

Ciente da posição de Huck, a Globo havia declarado que achava arriscado fazer um contrato duradouro com Angélica neste momento.

Anteriormente, a apresentadora tinha pelo menos três anos garantidos de salário com o seu contrato anterior, mas agora, com a mudança, ela irá receber por obra que for ao ar.

Desta forma, se Huck deixasse a emissora no fim do ano, Angélica, que será apresentadora do programa “Simples Assim”, também continuaria no ar. Caso Angélica tivesse um contrato mais longo com a emissora, ela precisaria receber de uma vez só o valor da rescisão, que é uma fortuna avaliada em pelo menos R$ 2 milhões.

No entanto, o contrato menor, que vai de abril a dezembro deste ano, que foi oferecido pela emissora, não agradou nada a artista, que está fora do ar desde o fim de seu programa na emissora, o “Estrelas”.

O colunista ainda declarou que a apresentadora não havia gostado nada do contrato que foi proposto pela Rede Globo, e ficou brava, argumentando que estava há dois anos sem abrir as possibilidades dela para outras emissora que são concorrência da Globo.

Lobianco ainda afirmou que a situação entre a apresentadora e a emissora foi tão tensa que ela chegou a pensar em não assinar o documento de forma alguma com a Globo.

O colunista finaliza afirmando que em um primeiro momento Angélica chegou até mesmo a falar que não tinha certeza se ela iria de fato assinar o documento por não ter gostado do acordo que foi proposto.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!