A atriz Antonia Fontenelle, como sabemos, não foge das polêmicas. Com todo o alvoroço envolvendo a trans Suzy neste último domingo, não podia ser diferente.

Sem papas na língua, a youtuber mostrou que não foge de uma discussão. Todo o ocorrido se deu após a loira comentar uma foto de Camila Pitanga, na qual a atriz comentava a reportagem de Suzy exibida no "Fantástico", da Rede Globo. Toda a polêmica se deu pelo fato de que, durante a atração, foi omitido o motivo por trás da trans estar na cadeia.

Camila Pitanga usou suas redes sociais para manifestar sua solidariedade a Suzy, afirmando que esperava que a detenta conseguisse recolher todo o carinho e acolhimento vindo do público, continuando sua jornada menos sozinha e com uma maior leveza.

Após, Antonia Fontenelle decidiu polemizar, indo até a publicação da atriz contratada pela TV Globo e pedindo para que Camila, se possível, estendesse o abraço para a mãe que perdeu seu filho de 9 anos abusado e estrangulado pela presidiária.

Advogada de Suzy se pronuncia nas redes sociais

Bruna Paz Castro, advogada da trans Suzy decidiu se manifestar nas redes sociais nesta segunda-feira (9) após o grande alvoroço envolvendo o nome de sua cliente.

Bruna, na descrição de sua publicação, disse que no dia 9 de março, se locomoveu até a prisão para conversar com Suzy, explicando todo o burburinho envolvendo o nome da mesma. A trans mostrou não ter problemas em mostrar o real artigo de seu crime e nem seu nome de batismo, até porque, segundo a advogada, Suzy está cumprindo pena imposta numa sentença.

Todo o relato foi publicado para o site Catraca Livre.

A advogada ainda se aprofundou nos acontecimentos, dizendo que a infração realizada pela detenta ocorreu no ano de 2010, estando seu crime imposto no artigo 2017 do Código Penal brasileiro, que é ter conjunção carnal ou prática do ato libidinoso, bem como o artigo 121, que se trata do homicídio.

O nome de batismo da trans é Rafael Tadeu de Oliveira dos Santos.

Seu julgamento ocorreu no ano de 2013, sendo ela julgada em Juri Popular. Nos dias de hoje, ela está cumprindo a sentença, que para a infelicidade da presidiária, passa de 30 anos. A advogada revela que Suzy já cumpriu, mais ou menos, 10 anos da pena.

Bolsonaro detona a Globo

Nesta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro decidiu se pronunciar sobre o caso envolvendo Suzy que foi ao ar para o "Fantástico". De acordo com as palavras do político, a emissora tratou um criminoso como vítima, omitindo a veracidade dos fatos.

Não perca a nossa página no Facebook!