Rose Miriam di Matteo acionou a Justiça mais uma vez. Desta vez, de acordo com Mônica Bergamo, colunista do jornal Folha de S.Paulo, a médica recorreu à Justiça pedindo o pagamento das mensalidades no valor de US$ 10 mil, que, segundo ela, não estão sendo pagas pela família de Gugu Liberato. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (5).

Vale lembrar que Rose Miriam tornou um dos nomes mais comentados após a morte do pai de seus filhos, Augusto Liberato, de 60 anos, que aconteceu em novembro do ano passado. Um mês depois, Rose acionou a Justiça pela primeira vez pedindo o reconhecimento de sua união estável com um dos apresentadores mais Famosos do Brasil, e, de lá pra cá, não pararam de surgir episódios envolvendo a briga judicial entre a médica e a família materna do apresentador por causa de seu espólio, avaliado em cerca de R$ 1 bilhão.

A atual responsável por administrar os bens de Gugu é sua irmã, Aparecida Liberato, que também seria a responsável por pagar a pensão mensal a Rose Miriam no valor deus US$ 10 mil, cerca de R$ 46 mil. Entretanto, quase três meses após a morte de Liberato, Rose alega não ter recebido nenhuma mensalidade desta pensão.

Advogado de Rose fala sobre nova ação

De acordo com informações do advogado Nelson Wilians, defensor de Rose Miriam, a primeira parcela de US$ 10 mil deveria ser depositada na conta da médica no dia 10 de fevereiro, o que não aconteceu. Além disso, Wilians ressalta que a próxima parcela também já está próxima do vencimento, marcado para o dia 10 de março.

Justiça diminuiu valor

Vale ressaltar que a pensão de Rose Miriam já sofreu uma redução judicial.

Anteriormente, a Justiça havia ordenado uma pensão de R$ 100 mil, entretanto, pouco tempo depois essa decisão foi reavaliada e a nova ordem é que a viúva receba o valor de US$ 10 mil. Vale lembrar também que, após a morte de Gugu Liberato, Rose afirmou estar passando por dificuldades financeiras.

Advogados de Gugu negam atrasos

Depois de terem conhecimento das informações passadas pelos defensores de Rose Miriam ao Folha de S.Paulo, Dilermando Cigagna Júnior e Carlos Eduardo Farnesi Regina, representantes do espólio de Gugu Liberato, negaram que a pensão da médica esteja atrasada.

Em nota, eles esclarecem que tais informações “são equivocadas e não refletem a verdade”.

Os defensores da família do apresentador alegam que o valor de US$ 10 mil já foi depositado em uma conta bancaria de Rose Miriam nos Estados Unidos. “Deveria tê-la conferido”, disse o comunicado, alegando também que todas determinações judiciais estão sendo cumpridas pelo espólio de Liberato.

Além disso, eles também ressaltam que a médica está no Brasil desde o dia 14. Já seus filhos, João Augusto, e as gêmeas Marina e Sofia permanecem em Orlando, nos EUA.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!