O caso de Suzy Oliveira, detenta transexual que foi abraçada por Drauzio Varella durante uma reportagem do Fantástico, ganhou um novo capítulo na última segunda-feira (9). De acordo com o site UOL, internautas criaram uma vaquinha virtual com o intuito de ajudar a família de Aparecida dos Santos, mãe do menor Fábio, menino que foi violentado e morto por Suzu no ano de 2010.

A vaquinha foi criada por uma página presente nas redes sociais. Inicialmente a meta da vaquinha seria de R$ 20 mil, porém, dois dias após sua criação, já foram arrecadados mais de R$ 100 mil.

Um dos idealizadores do site afirmaram que foi criada uma corrente do bem a fim de mudar a vida de dona Aparecida dos Santos e de sua família. Segundo o site Yahoo, na última terça-feira (10), Drauzio Varella usou as redes sociais para se manifestar após a repercussão negativa sobre o caso.

Surpresa com a entrevista de Suzy

O caso Suzy ganhou ainda mais repercussão após uma entrevista com Aparecida dos Santos, mãe do menino morto pela detenta. A matéria foi ao ar no programa Alerta Nacional, apresentado por Sikêra Jr e exibido pela Rede TV.

As falas de Aparecida sensibilizaram ao público. A mãe da vítima afirmou que jamais teria recebido qualquer ajuda das autoridades e nem de entidades de direitos humanos. A página criada para ajudar a família ganhou o nome de “Um abraço na mãe do menino que foi abusado e morto pelo Suzy”, e foi amplamente seguida por pessoas que seguem grupos políticos com ideologias de direita.

Durante a entrevista ao Alerta Nacional, Aparecida dos Santos afirmou que teria se assustado ao ver a assassina de seu filho dando uma entrevista na Televisão.

"Inclusive quando eu vi a matéria eu fiquei até com dor de cabeça. Eu estou tremendo até agora", desabafou a mãe de Fábio. Diante das falas de Aparecida, os idealizadores da página afirmaram que não poderia trazer a criança de volta, mas que poderiam ajudar sua família a ter uma vida um pouco melhor. Após a manifestação da mãe da vítima, internautas passaram a fazer um apelo para que Drauzio Varella e a Rede Globo se desculpassem com a família da criança.

Drauzio Varella se pronuncia

Segundo o site Yahoo, na última terça-feira (10), Drauzio Varella usou seu perfil no Instagram para esclarecer a alguns pontos sobre a entrevista com Suzy Oliveira. O médico afirmou que somente ficou sabendo sobre o delito praticado pela detenta após a matéria ir ao ar, junto com todos os telespectadores. Drauzio reafirmou que entrou no presídio como médico, não como juiz, e que teria se sensibilizado com o triste olhar de Suzy no fim da reportagem. O médico aproveitou a oportunidade para se desculpar com a família da criança morta por Suzy e fez questão de ressaltar que não estaria tratando o episódio de maneira política, como estaria sendo dito por algumas pessoas.

Não perca a nossa página no Facebook!