A disseminação do novo coronavírus pelo Brasil e pelo mundo veio para mudar a rotina da população, que tem recebido as orientações para se manterem em isolamento social e realizarem as medidas de higiene necessárias. Apesar de ser pedido que os brasileiros se isolem em casa para que o vírus não se espalhe, algumas categorias profissionais não podem parar de trabalhar e precisam se manter ativos.

Além dos profissionais de saúde, que estão na linha de frente no combate ao coronavírus, os jornalistas também continuam ativos para que assim possam manter a população informada sobre tudo que está acontecendo no Brasil e no mundo em relação à doença.

William Bonner pede calma aos telespectadores

William Bonner, jornalista responsável pelo "Jornal Nacional" e âncora da bancada ao lado de Renata Vasconcelos, aproveitou o começo da transmissão desta segunda-feira (23) para fazer um desabafo aos telespectadores. Bonner começou o jornalístico dizendo que antes de falar sobre as notícias do dia, eles iriam fazer uma pausa.

William disse que é muita informação sobre o coronavírus o tempo todo e que as pessoas já haviam visto quais seriam os destaques do dia, mas que antes eles iriam fazer uma pausa para dizer o que eles ficam repetindo entre eles: calma.

O jornalista disse que não dava para começar o Jornal Nacional sem pedir calma.

O famoso disse que a pausa era precisa, porque todos precisam respirar e entender que a crise vinda com essa nova doença terá altos e baixos. Bonner disse que o coronavírus exigirá sacrifícios, mas que o Brasil e o mundo irão superar, apesar da dor e da aflição enfrentada pelas famílias.

Renata e William sobre profissões

Renata Vasconcelos, que divide a bancada do "Jornal Nacional" com William Bonner, também desabafou sobre a situação enfrentada pelo Brasil e pelo mundo. Renata falou sobre os profissionais que não podem parar nesse momento em que se pede isolamento social para a população brasileira.

Renata disse que alguns profissionais, assim como os profissionais da área de saúde, não podem parar e ficar em casa.

A jornalista citou os policiais, os profissionais que recolhem lixos, as pessoas que realizam manutenções elétricas, entre outros e disse que esses profissionais estão seguindo as recomendações da Organização Mundias de Saúde para evitar que venham a se contaminar e assim continuarem a atender a população.

William Bonner fala sobre trabalho dos jornalistas

O ex-marido de Fátima Bernardes continuou seu desabafo e falou sobre a sobrecarga de trabalho deles como jornalistas e das categorias que não podem parar nesse momento. Bonner comentou que a Rede Globo de Televisão aumentou o tempo do jornalismo na emissora com a intenção de levar à população diversas informações sobre a covid-19 sem correria.

Ele disse que a intenção é que as pessoas saibam como agir e se proteger da contaminação pelo novo coronavírus e foi aí que o jornalista fez um desabafo. Bonner disse que eles também tem medo de adoecer, afinal ali não tem super-herói, nem entre eles, nem entre os profissionais de outras categorias. "E claro que a gente também tem medo de adoecer, aqui não tem super-herói, nem entre nós, nem entre colegas de outras categorias", disse.

Renata Vasconcelos relembrou que a Globo afastou os todos os profissionais com 60 anos ou mais da redação, pois fazem parte do grupo de risco, e por isso, eles se encontram trabalhando de casa.

A colega de William disse também que qualquer colega de profissão que apresenta sintomas gripais também estão trabalhando em casa.

Bonner fez um agradecimento às pessoas que estão preocupadas com os jornalistas e pediu aos telespectadores para terem calma e relembrou a capa que os jornais estão estampando, que diz que juntos vamos derrotar o coronavírus.

Não perca a nossa página no Facebook!