Nesta sexta-feira (3), a revista Marie Claire divulgou uma reportagem noticiando que Felipe Prior, eliminado nesta terça-feira (31) do 'BBB20', havia sido acusado de violentar duas mulheres e uma tentativa de abuso, entre 2014 e 2018.

Prior acusado de assédio

A revista ainda trazia com a publicação um documento que contava com a acusação de três mulheres relatando as suas experiências, e também noticiando que os casos havia sido registrados no Deportamento de Inquéritos do Fórum Central Criminal em 17 de março deste ano pelas advogadas que representam as supostas vítimas de Prior, que são elas Juliana de Almeida e Maíra Pinheiro, que solicitaram que um inquérito seja aberto para que os casos sejam investigados.

Depois que o caso foi publicado pela revista, diversas pessoas se pronunciaram, assim como foi ao longo de toda a berlinda que Prior enfrentou contra Manu Gavassi. Diversos Famosos vieram a público pouco tempo depois da matéria, e uma hashtag em alusão ao caso está entre os assuntos mais comentados do Twitter, e chegou a ficar em primeiro lugar nos trending topics da rede social.

Celebridades falam sobre Prior

Através do Twitter, a atriz Taís Araújo, conhecida por defender causas relacionadas as mulheres e aos direitos dos negros decidiu se manifestar, ressaltando que nenhuma violência contra uma mulher pode ser tolerada pela sociedade, e não é possível que as pessoas fiquem impunes em situações como estas. A atriz ainda acrescentou que as histórias expostas pela revista são fortes, mas importantes, pedindo que as mulheres se cuidem.

Já a atriz Bruna Marquezine, que chegou a ser um dos assuntos mais comentados nesta manhã por ter tido uma conversa com Prior pelo Instagram nesta quinta-feira (2), em que trocaram elogios, ressaltou que não comentaria a situação. Já Titi Muller, que chegou a receber críticas dos fãs de Prior e veio a público reclamar sobre, ressaltou que não conseguiu chegar ao fim da matéria por ser forte.

Outros famosos que já se pronunciaram sobre o 'Big Brother Brasil' em outras situações também vieram a público demonstrar a sua indignação, como foi o caso de Felipe Neto, que ressaltou que a matéria poderia ter gatilhos para pessoas que são sensíveis a casos relacionados a abuso e a assédio, pedindo que as pessoas lessem com cuidado.

O youtuber ainda disparou contra os internautas que poderiam querer 'passar pano', ressaltando que esperava que a vida cobrasse as pessoa.

Hugo Bonemer, que divulgou um nude após a eliminação de Prior cumprindo a promessa que fez caso o brother fosse eliminado, também se mostrou impressionado com o teor da matéria.

Já a cantora Marina Lima questionou os seus seguidores perguntando se eles sabiam que Prior seria, em sua visão, um criminoso. A atriz Bruna Linzmeyer desejou apoio as mulheres que supostamente foram violentadas por Prior, e apoiou a revista, ressaltando a coragem de ter divulgado o assunto.

Já Patrícia Lelis, quem namorou Eduardo Bolsonaro, que demonstrou apoio a Prior no Paredão, também comentou a situação:

Caso de Prior

Nesta sexta-feira (3) a revista mencionada publicou o relato de duas mulheres que dizem ter sido abusadas por Prior e de uma outra suposta vítima que diz ter sofrido uma tentativa de abuso do participante eliminado do 'BBB'.

A primeira suposta vítima de Prior teria sido violentada em agosto de 2014, em um dos jogos universitários da InterFAU. Segundo o que foi dito pela vítima, ela estaria bêbada na ocasião, sem condições de reagir quando Prior teria partido para cima dela quando ela aceitou pegar uma carona com o ex-BBB.

Já o segundo caso também teria acontecido nos jogos universitários, e neste caso Prior teria convidado ela para entrar na barraca que estavam e a relação teria tido início de maneira consensual, mas depois a situação teria mudado.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!