Conhecidos cantores de axé do nordeste brasileiro, também estão passando por um período de cancelamento de seus shows, devido à orientação da Organização Mundial de Saúde para que a população fique em casa e, assim, restrinja a circulação do vírus. Os forrozeiros já estão se antevendo à crise e, ou reincidindo contrato de suas equipes, ou reduzindo salários, porém, sem deixar de dar satisfação e amparo aos seus trabalhadores. Já com os cantores do axé (Bell Marques, Ivete Sangalo, Cláudia Leite, Mari Antunes do Babado Novo, Daniela Mercury e Durval Lelis do Ásia de Águia), ainda não se manifestaram sobre o que irão fazer e ajudar com suas equipes (técnicos de som e luz, seguranças, bailarinos, músicos, etc).

Todas as informações deste reportagem foram baseadas nas informações da colunista do jornal "O Dia", Fábia Oliveira.

Situação dos empregados de cantores de axé

A maioria das equipes de trabalho desses cantores são MEI (Micro Empreendedor Individual) e, portanto, não possuem vínculos empregatícios com os cantores, porém, alguns desses artistas exigem que esses trabalhadores sejam exclusivos. Sendo assim, esses profissionais não têm carteira assinada e, com isso, os artistas não possuem obrigação nenhuma de pagamento, já que não está tendo shows. Contudo, muitos desses trabalhadores estão passando por certas dificuldades financeiras, justamente por não ter shows e, consequentemente, trabalho.

Diante da situação delicada, os forrozeiros não deixaram seus trabalhadores desamparados, porém, esses artistas do axé brasileiro ainda não fizeram nada para que esta questão fosse resolvida.

Resposta dos cantores de axé

A colunista Fábia Oliveira procurou a assessorias desses cantores para que esclarecessem se algo podia ser feitos para aqueles trabalhadores em dificuldade.

A assessoria da cantora Cláudia Leite não respondeu à colunista.

Os assessores de Ivete Sangalo disseram que iriam conversar com o empresário para ter uma resposta.

A do grupo 'Babado Novo' revelou que fez todo o pagamento aos funcionários e que iriam arrumar uma forma de não deixá-los desamparados: "...nenhuma pendência com eles".

Esse último comunicado, ainda revelou que está em conversas com a associação das produtoras para que, conjuntamente, resolvam algum tipo de ajuda àqueles que estão em dificuldades.

Já com Bell Marques, foi informado que ninguém será dispensado e que os seus pagamentos estão em dia: "...não vamos desligar ninguém".

Os representantes de Daniela Mercury relataram que não têm vínculo empregatícios com ninguém, que todos são contratados temporariamente, recebendo pagamento somente pelos serviços prestados e, portanto, não tendo salários fixos: ...recebem quando são convidados e aceitam".

O empresário do 'Chiclete com Banana', Daniel Cruz, revelou não ter essa informação: "Não posso te ajudar".

Cachês desses cantores

  • Daniela Mercury - R$ 100 mil
  • Durval Lelis (Asa de Águia) - R$ R$ 100 mil
  • Bell Marques - R$ 150 mil
  • Cláudia Leite - R$ 300 mil
  • Ivete Sangalo - R$ 350 mil
Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!