O político Fernando Haddad (PT) recentemente usou o programa BBB20 para alfinetar o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Em sua conta oficial no Twitter, o petista decidiu manifestar sua opinião sobre o paredão ocorrido nessa terça-feira (31), no qual o arquiteto Felipe Prior, de 27 anos, foi eliminado. Logo em seguida, Haddad comentou sobre Bolsonaro.

De acordo com a publicação, ele nunca assistiu ao Big Brother Brasil, mas, no entanto, estava contente por Felipe Prior ter saído. Ele revelou não saber de onde o rapaz saiu nem para onde foi, mas estava feliz, sem saber os motivos.

Após isso, o parlamentar perguntou aos internautas se tinham visto que, mais cedo, Bolsonaro havia atacado os governadores.

O fato citado foi em decorrência de Bolsonaro ter publicado um vídeo no Twitter, com críticas aos governadores e aos prefeitos que estavam saindo em defesa do isolamento social, para evitar a contaminação do novo coronavírus. Logo após, o parlamentar apagou o vídeo que tinha publicado.

De acordo com o Portal UOL, na postagem, Bolsonaro citou que aquilo não era um desentendimento entre o presidente e alguns prefeitos ou governadores, mas sim, fatos reais que deviam ser mostrados à população. Continuando, ele afirmou que, depois de toda a destruição, não adiantará mostrar culpados.

Antes do ex-Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, publicar no Twitter a sua opinião sobre a eliminação, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) havia demonstrado sua torcida por Felipe Prior, desejando boa sorte ao rapaz.

Eduardo, assim como Haddad, afirmou em sua conta que não acompanhava ou assistia o BBB20 mas que, no entanto, estava sendo marcado por diversas pessoas sobre a ocasião. Segundo ele, no reality havia uma ‘militante de esquerda’ competindo com um rapaz que intitulou como ‘politicamente incorreto’, que estava ganhando apoio do público que não gostava de 'mimimi', citando como exemplo os jogadores de futebol.

Paredão com recorde de votos

Após o paredão do último domingo, 30, o país mostrou estar dividido entre dois polos.

Na ocasião, estavam emparedados Mari Gonzalez, a cantora Manu Gavassi e o arquiteto Felipe Prior. Conforme anunciado pela própria emissora, Rede Globo, a disputa bateu o recorde de votos, obtendo 1.53.944.337 no total.

Mari Gonzalez teve apenas 0,76% da rejeição do público, enquanto Felipe Prior contou com 56,73% e Manu Gavassi com 42,51%.

O último recorde, até então, havia sido o dos participantes Pyong Lee, Gizelly e Guilherme, ao qual tiveram o total de 416 milhões de votos, no dia 3 de março. Na ocasião, o modelo Guilherme Napolitano foi o grande eliminado.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!