A batalha judicial para a divisão da herança bilionária deixada pelo apresentador Gugu Liberato (1959-2019) mostra estar a todo vapor, ganhando mais um capítulo. Recentemente, os filhos de Gugu, Augusto, Marina e Sofia, decidiram excluir a própria mãe, deixando a viúva Rose Miriam di Matteo fora do grupo de beneficiários do seguro de viagem do apresentador, o qual está avaliado em R$ 126 mil. Segundo as informações do site Notícias da TV, os três procuraram a seguradora se identificando como os únicos herdeiros, e pediram a indenização. No entanto, a empresa procurada decidiu negar o pagamento do benefício.

Gugu Liberato, quando estava em vida, não indicou nenhum beneficiário para usufruir dos serviços prestados pelo Starr International Brasil Seguradora. A empresa então, entrou na Justiça, abrindo um processo de consignação de pagamento, aonde foi colocado os três filhos do famoso e também Rose Miriam como réu.

Advogado se manifesta

Na ação em questão, foi exposto pela seguradora que João, Sofia e Marina haviam ido à procura da empresa, apresentando uma declaração formal aonde constava que os mesmos eram os únicos beneficiários, excluindo a mãe, Rose Miriam di Matteo, de receber a indenização. A empresa ainda constou optar por não considerar o documento exposto pelos meninos como legítimo, visto a disputa judicial que está sendo travada entre os filhos e a médica, com caráter, de acordo com eles, público e notório.

A seguradora, diante do fato, afirmou que os advogados da empresa não se sentiram confortáveis para considerar válida a declaração entregue pelos filhos de Gugu Liberato, optando, assim, por não realizar o pagamento da apólice. Ademais, foram acionados Rose Miriam e os três herdeiros na Justiça.

Na ação, a empresa ressaltou ser necessário que todos os réus confirmem a validade de declaração de beneficiários que foi enviado para a autora, para que não ocorra nenhum tipo de ilegalidade no pagamento da indenização.

De acordo com as informações do site Notícias da TV, Gugu Liberato havia contatado a empresa Starr International no dia 22 de março de 2019, ou seja, 8 meses antes de falecer. Dentre os beneficiários de sua apólice, está constado um seguro de vida com indenização de 30 mil dólares.

O valor, caso fosse levado em consideração a cotação atual a moeda estadunidense, seria de R$ 170 mil.

No entanto, uma cláusula assinada por Gugu Liberato aduzia que seria calculado a cotação do dia do evento. O dólar, na data que a celebração foi realizada, encerrou em R$ 4,20, tendo o benefício o valor total de R$ 120.036,00.

Quando procurado, o advogado de Rose Miriam, Nelson Williams afirmou para o Notícias da TV que não estava sabendo da existência da indenização.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!