Em meio à pandemia causada pela Covid-19, artistas decidiram buscar um meio de entretenimento e ajuda ao próximo. As lives se tornaram sucesso no Brasil, e, além de levar diversão ao público, arrecadam milhares de doações para o enfrentamento do novo coronavírus. Vários Famosos já realizaram suas lives, alguns deles quebrando alguns recordes internacionais. Gusttavo Lima, Jorge e Mateus e Marília Mendonça são alguns dos artistas que reuniram milhões de acessos simultâneos durante suas lives transmitidas através do YouTube. Porém, de acordo com o site G1, algumas pessoas estão usando de meio ilegais para desviar as doações destinadas ao combate da Covid-19.

Proprietários de canais estão transmitindo as lives dos artistas de forma pirata, em uma espécie de 'gatonet'. Durante a prática, essas pessoas divulgam QR codes e contas falsas para receberem doações de internautas que pensam estarem doando para entidades de caridade.

Atenção para as lives falsas

Ainda de acordo com o site G1, desde a live de Gusttavo Lima, um dos primeiros a realizarem o formato, transmissões falsas começaram a surgir. Os canais do YouTube conseguem transmitir as lives oficiais ao vivo. Inicialmente, as lives 'pirata' somente roubaram a audiência das lives oficiais, porém, nas últimas semanas, tais lives passaram a divulgar dados falsos para receberam as doações que seriam destinadas às famílias afetadas pelo vírus. Alguns sertanejos que tiveram lives transmitidas por canais do YouTube se manifestaram acerca do golpe, e informaram que nos últimos dias, a prática começou a desaparecer.

Segundo a equipe dos principais artistas, as lives 'pirata' chegaram a bater a marca de cerca de 1,5 milhões de views simultâneos. O Presidente da Universal, Paulo Lima, afirmou que a equipe da gravadora estava trabalhando junto ao YouTube para coibir as práticas. "O YouTube implementou um sistema automático para derrubar todas essas retransmissões ilegais.

Esperamos que isso logo acabe", afirmou Lima.

Marília Mendonça comenta lives 'pirata'

Marília Mendonça, uma das sertanejas que bateram recorde de acessos em suas lives, comentou a prática realizada a fim de desviar as doações do público alvo. De acordo com o site G1, Marília afirmou que chegou a realizar tutoriais durante suas transmissões, para orientar às pessoas para que não caíssem em golpes.

"Quer saber, acho muita sacanagem", desabafou a sertaneja. A assessoria de Gusttavo Lima se pronunciou sobre o golpe e afirmou que na primeira live do cantor, não houve sistema de doação. A Som Livre, gravadora de Jorge e Mateus e Marília, preferiu não se manifestar sobre o assunto.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!