Com a pandemia do coronavírus, muitos pessoas estão juntando esforços para ajudar no combate à doença. Grandes nomes de empresários e de Famosos estão direcionando ajuda financeira para ajudar quem mais está precisando neste momento, que são as famílias mais carentes e as pessoas que se encontram na linha de frente no combate à doença.

Famosos fazem doações para combater covid-19

Muitos famosos estão usando o seu poder de influência e as boas condições financeiras que possuem para ajudar o país nesse momento tão difícil. Luciano Huck juntou-se com os seus amigos e arrecadou mais de um milhão de reais para doar para as comunidades do Rio de Janeiro.

Alguns amigos do apresentador que colaboram: Neymar, Thiaguinho e Rafael Zulu.

Fora essa campanha realizada por Luciano, Neymar também deverá doar à Unicef para ajudar a combater o vírus no país. Xuxa Meneguel também já fez uma grande doação em dinheiro e milhares de sabonetes para as comunidades carentes.

Cantores arrecadam ajuda durante live

Seguindo uma iniciativa de Gusttavo Lima, que fez a primeira live no YouTube e conseguiu arrecadar toneladas de alimentos, álcool em gel e dinheiro para doar para entidades que estão passando necessidade nesse momento de pandemia, muitos outros cantores famosos estão fazendo o mesmo.

Neste último final de semana, foram transmitidos as lives de Xand Avião, que arrecadou muito alimento para doação e também a live de Jorge e Mateus.

Os sertanejos conseguiram quebrar um record mundial de acessos simultâneos no YouTube, mais de 3 milhões de acessos ao show ao mesmo tempo. Além disso, a live deles teve mais de 22 milhões de visualizações.

Além do sucesso de público, Jorge e Mateus conseguiram arrecadar 172 toneladas de alimentos para doação, além de 10 mil frascos de álcool em gel e 200 cursos na área de saúde.

Acelino Popó ajuda no combate ao coronavírus

Acelino Popó, que já arrastou multidões para assistir as suas lutas, agora entrou na luta contra a covid-19.

O ex-lutador está ajudando pessoas carentes que estão sofrendo com a pandemia do novo coronavírus na Bahia. Há dois dias, o lutador gravou um vídeo mostrando cestas básicas que seriam doadas para a população.

Ele disse que se sentia na obrigação de ajudar, afinal um dia alguém matou a sua fome. Popó disse que não era muito o que podia fazer, mas que sabia que poderia fazer diferença na vida de alguém e essa era a sua forma de retribuir tudo que fizeram por ele comprando ingressos para as suas lutas.

Neste domingo, Popó postou outro vídeo em seu perfil. Ele aparece segurando um cinturão que ganhou no ano de 2002, contra o cubano Joel Casamayor. Acelino disse que era com muita alegria que estava começando um leilão do prêmio para que assim possa comprar mais cestas básicas e doar para quem precisa. Popó falou que o leilão era direcionado para empresários que possuem mais condições financeiras e deu o lance inicial de R$ 20 mil pelo objeto.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!